A população já tem a exata noção de quem são os políticos honestos e os corruptos”, diz Alvaro Dias

Pedro Ribeiro

Nas mais recentes pesquisas de intenções de voto, brancos, nulos e indecisos somaram alarmantes 45,7%.

O senador Alvaro Dias, do Podemos, será o primeiro pré-candidato  ao Palácio do Planalto a ser entrevistado pelos jornalistas da Editora Três, em especial a ISTOÉ. A sabatina será nesta segunda-feira, com transmissão ao vivo via site e redes sociais, onde os postulantes colocará suas propostas e o que pensa para o país.

A ISTOÉ avisa: “os convidados não devem esperar vida fácil, pois eles serão confrontados com questões fundamentais do escrutínio democrático – uma liturgia a qual devem se submeter todos os postulantes a ocupar a cadeira de presidente.

Da perspectiva jornalística, o ao vivo amplia a credibilidade, limitando os enquadramentos inerentes a materiais gravados e editados. Dessa forma, ISTOÉ acredita fornecer expressivo subsídio para que a escolha do futuro presidente seja a mais adequada.


Nesta sexta-feira, antes de embarcar para Dourados (MS), o senador Alvaro Dias reafirmou à coluna que “não usa, nunca usou e jamais usará dinheiro do Senado, com compra de passagens aéreas, para suas viagens onde mostra seu plano de governo ao Brasil. É o partido, o Podemos, quem arca com minhas despesas e não o Senado”.

Em Dourados, afirmou que acredita na lucidez do brasileiro na hora de escolher um melhor candidato que possa mudar os rumos do país. “O Brasil tem jeito, mas quem tem que dar um jeito nele, primeiramente é o povo brasileiro. Escolhendo bem no dia do voto e com lucidez, consciência, e reflexão. Olhar o passado de cada pretendente, o que cada um fez, e sentir se tem as credencias necessárias para presidir o Brasil e tirar o país da crise”, comentou.

“A nossa aliança não e com siglas. As siglas estão desmoralizadas no Brasil. Mas estaremos sempre ao lado de pessoas de bem”,

Ao comentar sobre as pesquisas eleitorais, Álvaro disse ser ainda muito cedo para levar em consideração apenas as pesquisas, quanto a um favorito à presidência e elogiou a Lava-Jato.

Operação que segundo vai ajudar no discernimento dos eleitores que voltaram a ter mais esperanças de um futuro melhor do Brasil, na política.

“É muito cedo para as pesquisas indicarem o futuro. Temos que aguardar a população se ligar no processo eleitoral para termos uma orientação mais adequada nas eleições. Mas a população, hoje, já tem a exata noção de quem são os políticos honestos e os corruptos”, pontuou.

“E essa transformação começou com a operação Lava Jato que representa um marco nas nossas esperanças de um melhor futuro do Brasil. Na esteira da operação vamos produzir as reformas políticas necessárias”, acrescentou.

 

Post anteriorPróximo post
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.
Comentários de Facebook