Agora tem vôo Curitiba a Paranaguá (25 min)

Pedro Ribeiro



 

O novo voo entre Paranaguá e Curitiba, lançado nesta terça-feira (22), dura apenas 25 minutos, mas conecta o principal porto do Estado e um dos maiores em movimentação de cargas do País a qualquer destino no mundo. Serão seis voos semanais (três de ida e três de volta), nas terças, quintas e sextas.

O trecho está dentro do programa Voe Paraná, que redesenhou o mapa aéreo do Paraná com 67 voos semanais entre a Capital e cidades do interior e litoral. É o maior programa de aviação regional da Gol no País. Os trechos são operados em parceria com a empresa de táxi-aéreo TwoFlex.

Segundo Luiz Fernando Garcia, presidente dos Portos do Paraná, a nova conexão é fundamental para os clientes e empresas que exportam pelo Estado. “Todas as empresas instaladas no porto são multinacionais, e os gestores trabalham fora do Paraná, em sua maioria. Essa ligação direta é um diferencial também para os produtores do interior”, afirmou.

Garcia destacou que a nova rota aérea facilita e agiliza negócios. “Esse voo permite a todos os interessados conhecer a estrutura dos Portos do Paraná de forma muito rápida, e no comércio internacional isso é um fator muito relevante. Ganhamos em visibilidade”.

Neste mês Paranaguá passou a ter o maior terminal portuário em capacidade de movimentação de contêineres do País. O potencial de operação cresceu 66%. No mesmo compasso, os Portos do Paraná preparam a sua infraestrutura para alcançar 80 milhões de toneladas de movimentação de contêineres por ano.

Eloir Martins, presidente da Associação Comercial Industrial e Agrícola de Paranaguá, complementa que a iniciativa é fundamental para o desenvolvimento da cidade. “Estou há 25 anos na cidade e não lembro de rotas comerciais ou voos regulares para Curitiba. Muitos executivos precisam desse deslocamento rápido para os seus negócios no comércio internacional, principalmente em razão do potencial exportador do Estado”, afirmou.

O vice-prefeito de Paranaguá, Arnaldo Maranhão, destacou que a rota deve também servir para ampliar o turismo na cidade. “É uma cidade portuária e turística, é a cidade-mãe do Estado. Essa rota é de suma importância para ampliar as visitações na ilha do mel e no complexo de ilhas de todo o Litoral. É mais uma forma de atração para Paranaguá. Uma opção rápida e segura”, completou

Paraná tem a maior malha aérea regional da Gol do País

O programa Voe Paraná foi estruturado para incentivar a aviação regional no Estado. A Gol, em parceria com a empresa de táxi-aéreo TwoFlex, oferecem ligação aérea partindo e chegando a doze municípios que têm entre 32 mil e 155 mil habitantes. Foram contemplados Paranaguá, Arapongas, Campo Mourão, Francisco Beltrão, Paranavaí, Cianorte, Telêmaco Borba, Cornélio Procópio, União da Vitória, Apucarana, Guarapuava e Guaíra.

O programa opera com aeronaves Cessna Grand Caravan, com até 12 lugares (nove passageiros e três tripulantes). Nesta semana começaram a funcionar 67 voos semanais para dez cidades, mas até dezembro Apucarana e Guarapuava também ganharão voos semanais.

A Gol oferta 14 mil assentos por dia no Estado, 4º maior do País, atrás apenas de São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal. Entre as cidades de maiores destinos estão Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Foz do Iguaçu, Maringá e Cascavel. A companhia ainda conta com voos regulares para Londrina.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.