Alvaro quer distribuição igualitária para tempo de campanha na televisão

Pedro Ribeiro


 

Senador e pré-candidato à Presidência da República em 2018 pelo Podemos, Alvaro Dias, promete ir ao STF caso a regra de distribuição do tempo de televisão no horário eleitoral gratuito não seja revista. Ele defende que a regra seja a mesma usada para a distribuição do fundo partidário.

Segundo o senador, “o que está estabelecido hoje é uma injustiça, porque se estabeleceu um critério para dividir o fundo eleitoral e outro para o tempo de televisão. Um pega a bancada atual e outro a bancada eleita nas últimas eleições. Vai se tentar alterar a legislação e se isso não ocorrer vamos ao Supremo,  porque precisa ser um único critério e o da distribuição dos recursos é o mais adequado ser um retrato atual do partido”.
O Podemos elegeu quatro deputados federais em 2014 e hoje tem 18, uma diferença considerável.
Apesar de considerar justa a distribuição do fundo partidário, o senador diz que não se preocupa com a questão do financiamento já que acha possível fazer uma campanha barata que pode ainda ser bancada com colaborações individuais feitas pelas internet.
— Tem que ser uma campanha barata. Miserável quase. Até porque isso vai influir como um ponto positivo para o eleitor. E acho possível fazer uma campanha econômica. O que se gastou na eleição passada é um assalto. Mais de R$ 300 milhões numa campanha é roubo. É importante fazer através de doações individuais, pela internet. A partir de maio é possível arrecadar o suficiente para bancar o mínimo. Um programa de televisão e rádio e locomoção. Temos que acabar com o modelo antigo de campanha, com aquela parafernália, de gastança desnecessária. Tem as redes sociais que amplificam as nossas ideias.pedro.ribeiro

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal