Alvaro reafirma fim dos privilégios políticos

Pedro Ribeiro

 

Ao participar do Show Rural, em Cascavel, o senador paranaense, Alvaro Dias (Podemos), reafirmou sua candidatura à Presidência da República e defendeu o fim dos privilégios políticos. O fim dos privilégios não é uma promessa de campanha. É uma causa que sempre foi defendida por Alvaro Dias. Tanto que ele sempre abriu mão de receber auxílio moradia, verba indenizatória e aposentadoria de ex-governador.

O candidato Jair Bolsonaro também participou do maior show rural do Paraná. Ainda sem domínio de conhecimento de vários temas políticos, sociais e econômicos do País, Bolsonaro tem levado, em seus encontros, assessores que falam por ele, como foi o caso, em Cascavel, onde, em entrevista à imprensa, teve que consultar a assessoria para temas ligados ao agrobusiness, ao contrário de Alvaro Dias.

Para o segundo turno


O governador Beto Richa – dentro ou fora do governo – será o coordenador da campanha de Geraldo Alckmin no Sul. Em conversa com deputados do PSDB, o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) afirmou que o desafio do partido vai ser chegar ao segundo turno das eleições presidenciais. “Nós só temos uma tarefa: ir para o segundo turno”, afirmou. Alckmin disse que “as coisas estão caminhando” e que o principal desafio para a sua candidatura à Presidência será articular bons palanques estaduais. “A situação é favorável se tivermos juízo”, afirmou.

 

Questionado sobre o que significava ter “juízo”, o governador falou que o principal ponto é o PSDB caminhar unido. “Juízo é o partido estar unido, trabalharmos em torno de um grande projeto, para unir o País.” As informações são de Isadora Peron no Estadão.

 

Segundo o governador, ele vai começar a “andar mais pelo País” quando deixar o governo de São Paulo, em abril. “Por enquanto eu ainda tenho que cuidar da província”, disse, afirmando que tem dezenas de obras para inaugurar no Estado.

 pedro.ribeiro

Post anteriorPróximo post
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.
Comentários de Facebook
close-image