Amoêdo condena alta carga tributária e foro privilegiado

Pedro Ribeiro


 

Com uma nota sete para o Supremo Tribunal Federal e nove para a Operação Lava Jato, o pré-candidato à Presidência da República pelo partido Novo, o executivo João Amoêdo, deixa claro que está havendo um avanço no País em relação à punidade, onde a lei é para todos, mas que ainda falta segurança jurídica no país. Em Curitiba, onde está mantendo contato com empresários para mostrar as ideias do partido, disse que a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi um avanço, mas muito ainda precisa ser feito para que o Brasil atinge num nível de desenvolvimento satisfatório.

Amoêdo prega liberdade para o cidadão, defende a diminuição da carga tributária e abomina o foro privilegiado. “Estas são algumas das ideias que defendemos dentro do partido e nosso grande desafio não é a aceitação delas em um primeiro momento, mas torná-las conhecidas”, disse. “Sou candidato por acreditar que podemos criar um ambiente propício aos empreendedores, atrair investimentos externos e equilibrar as contas públicas”.

Para ele, o Brasil tem um modelo de gestão completamente equivocado, onde se trabalha cinco meses por ano, com alta carga tributária e as contas nunca fecham. “Precisamos utilizar nosso potencial e dar maior atenção à entrada de capital e novos investimentos. Só assim poderemos gerar empregos e reduzir a miséria”.

Embora com apenas l% nas primeiras pesquisas realizadas pelo DataFolha e Ibope, Amoêdo acredita em crescimento a partir do momento em que iniciou visitas em todos os estados. Não acredita em alianças com atuais candidatos aos governos, porque “somos rígidos, seletivos na escolha de candidatos e sem dinheiro público”, ponderou.

Amoêdo deixou o mercado financeiro, onde atuou como executivo em várias instituições para ajudar na criação do partido Novo, pensando na reconstrução de uma política brasileira de longo prazo. Para ele, se houver uma derrota nas eleições, não será um fracasso, mas a certeza de que o partido está trilhando um novo caminho para a Nação.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="516996" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]