Sintonia Fina
Compartilhar

Arrastões com redes depredam baía de Guaratuba

 As baías paranaenses – Guaratuba, Antonina e Paranaguá – estão sitiadas de redes de pescadores e os peixes ..

Pedro Ribeiro - 10 de fevereiro de 2020, 09:02

 

ANÚNCIO

As baías paranaenses – Guaratuba, Antonina e Paranaguá – estão sitiadas de redes de pescadores e os peixes desapareceram. Em Guaratuba, uma das mais belas e piscosas baías do litoral paranaense, pescadores saem de madrugada para fazer arrastões com redes que chegam a 1.500 metros, levando tudo, desde bagres a pequenos robalos.

Leitores do Paraná Portal e frequentadores das praias de Guaratuba encaminharam e-mail e whats à Redação do Paraná Portal reclamando da depredação que está havendo na baía, como aconteceu neste final de semana, onde, de madrugada, extensa rede de pesca (malha fina) estava instalada praticamente em frente ao Iate Clube, um dos locais de maior concentração de peixes.

O que os leitores reclamam é que, além de proibida a rede em baías, não existe fiscalização por parte do Ibama ou órgãos responsáveis pela agressão ao meio ambiente. “O que há, dizem os leitores, é uma intransigente fiscalização por parte da marinha atrás de barcos de grande porte que navegam a passeio pelo local sem, no entanto, incomodar os pequenos barcos responsáveis pela depredação com redes”.

ANÚNCIO

Os pescadores de final de semana são, na maioria, pessoas que se deslocam para o litoral, no caso Guaratuba, para lazer e não são predadores. Praticam a pesca esportiva e são raras as vezes em que trazem um exemplar para alimentação.

O Ibama e a Marinha deveriam fazer inspeção à noite e de madrugada para punir essas pessoas que passam rede de arrastão e acabam com os peixes da baía. É o que pedem os leitores do Paraná Portal.