Banco PSA não renegocia prestações em atraso dos clientes sem dinheiro devido à pandemia

Pedro Ribeiro


Enquanto os governos, parte da sociedade civil e vários segmentos empresariais estão colaborando para que o país suporte as conseqüências tanto na área da saúde como na economia e saia da pandemia do coronavírus, instituições como o Banco PSA – instituição financeira das montadoras Peugeot e Citroen – estão tocando terror nos devedores de prestações e seus veículos que não conseguiram pagar devido a problemas financeiros ocorridos a partir de março.

Clientes da PSA disseram ao Paraná Portal que foram até a empresa na tentativa de negociar a dívida ou pelo menos prorrogar o pagamento das prestações vencidas e receberam um “não”. São em momentos difíceis como o que o país passa, onde certamente haverá um grande número de desempregados que se somarão aos mais de 14 milhões cadastrados pelo IBGE, que empresas como a PSA deveria contribuir, a exemplos de outras, para não prejudicar o cidadão e fazem o contrário.

Não podemos acreditar que esse tipo de empresa espera acontecimentos como esse para tirar proveito e acabar ameaçando e retirando o bem do cidadão que está com duas ou três prestações em atraso. As autoridades reguladoras deste mercado ou negócio devem intervir para evitar essa barbárie.

Veja a posição do banco para renegociação das parcelas:

• Banco PSA está avaliando individualmente cada um dos pedidos apresentados, de acordo com a realidade de cada Cliente e de acordo com as Políticas internas do Banco PSA, desde que atendidos os requisitos necessários.
• 2. As parcelas de financiamento deverão estar em dia (Cliente adimplente) até a finalização da análise e efetivação do pedido de prorrogação.
• 3. Se a próxima parcela do financiamento tiver vencimento em até 15 (quinze) dias, a mesma deverá ser quitada e o pedido de prorrogação será analisado para a parcela subsequente.
• 4. Para as solicitações aprovadas, todas as parcelas subsequentes serão prorrogadas e serão incorporados juros pro-rata relativos ao período de alongamento da dívida, resultando, portanto, na alteração do valor das parcelas inicialmente contratadas.
• 5. É necessário preencher e enviar o formulário abaixo para que a solicitação de prorrogação da parcela de financiamento seja analisada.
• 6. Após o cadastro da solicitação o Banco PSA entrará em contato via SMS, email ou telefone com o status da análise e informações sobre os próximos passos.
• 7. Para as solicitações aprovadas, a efetivação da prorrogação somente será efetivada após a conclusão do processo e assinatura de Termo Aditivo.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal