Bolsonaro ataca marido de Greenwald e chama Jean Willys de “menina”

Pedro Ribeiro


 

Ao sair em defesa do ministro da Justiça, Sergio Moro, que tem sido alvo de ataques do site Intercept Brasil, o presidente Jair Bolsonaro disse que o marido do jornalista Glenn Greenwald, o deputado federal pelo PSOL, David Miranda, comprou o mandado do ex-deputado Jean Willys e que, em troca, lhe daria uma mesada mensal. Segundo apurou o Estadão, Bolsonaro
chamou o ex-deputado, que hoje vive no exterior, de “a outra menina lá”.

“Não vi nada de anormal até agora”, disse, sobre os vazamentos das conversas envolvendo Moro e integrantes da Lava Jato, ao dizer que o manterá no cargo por ser um “patrimônio nacional”. “Esse pessoal daquele casal né, aquele casal lá, um deles esteve detido na Inglaterra há pouco tempo por espionagem, o outro aqui tem suspeita de vender o mandato, e a outra menina, namorada de outro, que tá lá fora do Brasil. É uma trama”, afirmou, com ar irônico, ao lado dos generais Otávio do Rêgo Barros, porta-voz da Presidência, e Augusto Heleno, chefe do Gabinete de Segurança Institucional. / V.M.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.