Bolsonaro chama Rede Globo de patife e critica governador do Rio

Pedro Ribeiro

bolsonaro, presidente bolsonaro, psl, marielle franco - condimínio

 

Da Arábia Saudita, onde participa de encontros oficiais, o presidente Jair Bolsonaro, bastante irritado, grava vídeo onde critica a Rede Globo e o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Em relação à reportagem publicada no Jornal Nacional, da Globo, sugerindo que Bolsonaro teria autorizado entrada de Elcio Queiroz, suspeito de matar a vereadora do PSOL, Marielle Franco, em seu condomínio, na Barra, no Rio, no dia 14  março de 2018, o presidente disse que isto não seria possível, porque no horário estava na Câmara Federal, em Brasília, onde consta sua presença no painel de parlamentares.

Bolsonaro acusou o governador do Rio de ter vazado documentos para a Globo, porque tramitava em segredo de justiça. Witzel  teria contado com detalhes sobre a investigação para prejudicá-lo antes das eleições de 2022. Bastante nervoso, o presidente disse que querem prejudicá-lo de qualquer jeito e disse ser alvo de patifaria. A Globo, segundo ele, não quer derrubar o presidente Bolsonaro, mas quer trair o Brasil, disse.

O presidente voltou a mostrar os ataques que a Revista Epoca e a Rede Globo vem fazendo com sua família e admitiu que se erraram terão que pagar, no caso da avó de sua esposa que foi presa por tráfico de drogas. “A minha esposa não tem nada a ver com isso”. Falou também do repórter da Época que se apresentou como “gay” para fazer consultas na clinica de psicologia de sua nora, apenas para vasculhar a sua vida e de seus filhos.

Visivelmente irritado, falando às 3he 30min  (hora local na Arábia Saudita), o presidente Bolsonaro acusou a Globo de fazer campanha para derrubá-lo, observando que, em 2022, quando vencerá o contrato de concessão não fará nada além do legal. Se estiver com problemas, o contrato não será renovado e a Rede Globo perderia a concessão.

 

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal