Bravura, covardia e sabedoria

Pedro Ribeiro


Allan Costa, um dos mais respeitados nomes da área de tecnologia do Estado e presidente da Celepar, parece que não contava com as cascas de bananas e pedregulhos jogados em sua recente travessia no comando da empresa cérebro do Estado. Quando assumiu foi categórico: “vamos construir um legado duradouro, transformador, e que impactará diretamente a vida de milhões de pessoas, ou seja, descomplicar, cada vez mais, a vida de pessoas e empresários; usar a tecnologia para construir um estado melhor, mais humano e mais competitivo; criar condições para que o Paraná se torne um hub cada vez mais consistente de inovação e de condições favoráveis para que negócios inovadores e competitivos possam prosperar.”

A surpresa, que nos chamou a atenção, veio com uma publicação em sua conta no facebook, na semana passada. Cifrada ou não, a nota tem endereço certo, pois fala em “bravura, covardia e sabedoria”. Recomenda, em seu post, que escolha sua batalha com sabedoria. Talvez poucos souberam interpretar a publicação e confesso que recorri a alguns amigos jornalistas que dão expediente na periferia do Palácio Iguaçu para me ajudarem no desabafo do cientista. É claro que, na Casa Civil, muitos sabem do que se trata, em especial o cabeça branca (e bigode), que já passou pelas mãos e gabinetes da maioria dos deputados da velha guarda da Alep, e que hoje parece dar as cartas naquela cobiçada secretaria, em meio aos jovens inteligentes escolhidos a dedo pelo mestre Guto Silva.

 

 

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.