Cacete no lombo e bala no rabo

Pedro Ribeiro


 

Se o apresentador de programa policial Luiz Carlos Alborguetti estivesse vivo certamente seria um deputado federal ou até senador (na Alepe ocupou cadeira) devido aos seus palavreados que chamavam a atenção do telespectador em seus programas de televisão. É o que grande maioria do povo gosta. Vejam o exemplo do Sargento Fahur (PSD) que é hoje o parlamentar mais influente do Paraná nas redes sociais, ocupando o terceiro lugar entre os 590 parlamentares brasileiros que aparecem na lista – 513 deputados e 81 senadores, dentre os quais quatro não figuram no ranking porque não postaram no período analisado ou porque não possuem perfis públicos nas redes. Pinga Fogo, de Maringá, Ratinho (pai) e outros apresentadores que falam a linguagem do povo são facilmente eleitos parlamentares.

Os dados fazem parte do ranking FSBinfluênciaCongresso, divulgado nesta semana. Sabem por que? “Cacete no lombo e bala no rabo”. É este tipo de apelo que o sargento fez durante sua campanha que o elegeu deputado federal.

Neste ano, a pesquisa considerou, também, o Instagram. A participação dos deputados e senadores nas redes sociais é grande, segundo os pesquisadores. No recorte estadual, Sargento Fahur é seguido pela deputada Gleisi Hoffmann (PT), que está em 10º lugar entre os congressistas, e pelo senador Álvaro Dias (PODE), na 13ª posição. A bancada do Paraná ficou em segundo lugar no ranking geral de estados.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="610075" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]