Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Candidato deve ter apenas uma câmara e ideias para campanha

 Para o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, que tem acompanhado o debate sobre a pro..

Pedro Ribeiro - 15 de agosto de 2017, 10:08

 

ANÚNCIO

Para o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, que tem acompanhado o debate sobre a proposta de reforma política no Congresso Nacional é preciso baratear as campanhas eleitorais e não aumentar os custos com fundo partidário. O ministro reforça a posição daqueles que são contra a aprovação de um fundo público de financiamento nacional eleitoral com um custo de mais de R$ 3,5 bilhões. Luis Roberto Barroso é favorável ao fim das “superproduções de televisão” nos programas eleitorais. Para ele, o ideal seria ser “só o candidato, uma câmera e as ideias que tiver”.

No Paraná, já tem candidato ao Governo do Estado estimando gastos superiores a R$ 30 milhões na campanha. Resta saber quem vai pagar essa campanha milionária e como, já que é proibida a doação de recursos através de empresas. Conversei com um empresário que já contribuiu com recursos para campanhas e me disse sentir-se aliviado com as desastrosas e milionárias “mordidas” para financiamento de campanha que não levam a nada. Hoje, observa ele, com a Operação Lava Jato e o desnudamento da corrupção no país, seria uma burrice e até um risco de cadeia, qualquer empresário bancar uma campanha pensando em reaver seu dinheiro com benesses do governo.

 pedro.ribeiro