Cida prega diálogo com poderes

Pedro Ribeiro


 

Cida Borghetti assume o Governo do Estado do Paraná e conhece muito bem  o chão que pisa. Ela já foi deputada estadual e, ciente de que seu principal concorrente às eleições de outubro, o também deputado Ratinho Junior (PSD), está reforçando sua base de apoio na casa, tratou de enfatizar, em seu discurso, sua disposição ao diálogo.

“Quero o diálogo com os Poderes, porque é da harmonia e da colaboração que se pode colher o melhor para a sociedade”, enfatizou a governadora. “Sei que poderei contar com grande apoio da Assembleia, assim como os deputados poderão sempre contar com o nosso governo. Quero o diálogo com o Poder Judiciário, com o Tribunal de Contas e com o Ministério Público, por onde passam questões complexas do interesse público.”

O deputado e presidente da Assembleia Legislativa, que deu posse à governadora, Ademar Traiano, disse que “o Paraná estará muito bem em suas mãos, para que possamos continuar construindo pontes, organizando a sociedade e estabelecendo como meta maior a boa convivência para construir oportunidades ao povo paranaense”, afirmou Traiano.

Ao  deixar o governo, Beto Richa também destacou a boa relação entre os poderes durante sua gestão, enfatizando o apoio da Assembleia Legislativa.

Deputada estadual duas vezes, com 101 leis de sua autoria aprovadas, Cida fez referência especial à aprovação, pelos deputados estaduais, do ajuste fiscal proposto pelo Governo do Estado. “Isso permite ao Paraná ter hoje a melhor situação fiscal entre os estados. Essa atitude, analisada com o devido rigor, revela o grau de comprometimento, responsabilidade e senso de oportunidade que esta casa possui.”

Finanças em ordem, serviços públicos preservados, salários pagos em dia e obras de infraestrutura e melhorias em todo o Estado fazem, segundo Cida, com que assuma o governo no melhor período. “Pelo esforço empenhado e pelo resultado conquistado só há uma opção: seguir pelo caminho traçado. Por isso é fundamental o compromisso com a responsabilidade fiscal. Porque é da lei, mas sobretudo porque é princípio basilar da boa governança”, enfatizou.

A governadora reafirmou sua postura municipalista e disse que o compromisso com o diálogo se estende aos 399 prefeitos do Paraná e aos milhares de vereadores. “Sou defensora intransigente das cidades e dos cidadãos. Por minhas experiências no Parlamento, sei que demandas importantes passam pelas câmaras municipais, que serão nossas parceiras”.

A governadora ressaltou também o apoio da bancada federal em Brasília, reforçando a importância da atuação. “Fui deputada federal e dirigi o escritório de representação do Paraná em Brasília. Com essa experiência, reconheço a importância da bancada federal e as oportunidades que proporciona ao Estado”, afirmou, lembrando que o Paraná contribui muito e merece mais recursos do Governo Federal.

A mensagem pela união de todos os paranaenses num mesmo propósito encerrou o pronunciamento na Assembleia. Só unidos temos a oportunidade de fazer mais e melhor”.

 

 

A nova governadora lembrou que “hoje é um dia especial para mim e para o Paraná”.  Lembrou que é a primeira governadora da história do estado. Destacou as boas condições que recebe esse governo. Em  um momento em que o Paraná tem, graças também à atuação desta Assembleia, a melhor situação fiscal de todos os estados do país.

 

“Devo, em respeito à verdade, dizer que assumo o governo no melhor período. Plantamos o bem e a colheita não poderia ser melhor, finanças em ordem, serviços públicos preservados, salários pagos em dia e obras de infraestrutura e melhorias em todo o Estado. Pelo esforço empenhado e pelo resultado conquistado só há uma opção, seguir pelo carinho traçado, aperfeiçoando as ferramentas que nos dão vigor de quem faz o futuro acontecer hoje”, disse Cida.

A gestão municipalista foi outro compromisso firmado pela governadora. Ela disse que pretende trabalhar conjuntamente com os prefeitos e vereadores, em busca do crescimento do Paraná. “Quero e peço o apoio dos 399 prefeitos do Paraná. Os prefeitos conhecem bem a minha postura municipalista, e sabem que sou defensora intransigente da atenção às cidades e aos cidadãos”.

O governador Beto Richa afirmou nesta sexta-feira (06/04) que deixa o Governo do Estado com sensações de gratidão, honra e orgulho. Ao transmitir o cargo para a vice-governadora Cida Borghetti, no Palácio Iguaçu, Richa disse ter convicção de que sua administração contribui para melhorar a vida de todos os paranaenses.

“No discurso de posse, eu disse que queria ser governador porque tinha orgulho do que o Paraná era e ainda seria. Hoje, esse orgulho é muito maior. O Paraná que entrego hoje nas mãos da governadora Cida Borghetti é um Estado muitíssimo melhor do que aquele que recebi”, afirmou Richa.

Segundo ele, o Estado “está mais preparado para dar respostas aos anseios dos paranaenses por mais desenvolvimento econômico, justiça social e respeito ao meio ambiente”. “A história que construímos juntos produziu transformações importantes e nos legou novas perspectivas, renovou a nossa crença de que é possível fazer bem feito”.

Ao fazer um balanço do mandato, Richa disse que todos os municípios paranaenses receberam apoio do Governo do Estado durante sua administração, destacando que foi o único governante que esteve nas 399 cidades paranaenses no exercício do mandato.

“Não há um só canto, uma só cidade, um só rincão do Paraná que tenha sido esquecido”, declarou. “Todos foram tratados com respeito e atenção. Com dedicação e consideração. Com obras e programas sociais”.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="515639" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]