Combate de Romanelli contra pedageiras

Pedro Ribeiro


 

O relacionamento intempestivo do deputado Romanelli (PSB) com as pedageiras do Paraná é antigo, desde os tempos do ex-governador Roberto Requião, onde protagonizou cena de filme de bandido e mocinho ao passar pela cancela de uma praça de pedágio sem pagar. Ali foi o começo do ódio do então secretário do Trabalho e hoje deputado estadual contra a cobrança de tarifas e início de sua incansável luta pela redução dos preços.

Romenelli vem conseguindo alcançar seu objetivo em relação à diminuição dos preços das tarifas do pedágio principalmente depois que o Ministério Público entrou de sola nos contratos das empresas que administram o Anel de Integração.

Neste terça-feira, Romanelli elogiou decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre (RS), que determinou a redução das tarifas de pedágio em 25,77% nas praças de Jacarezinho, Jataizinho e Sertaneja exploradas pela Econorte na BR-369 no Norte Pioneiro. A decisão começa a valer a partir  da próxima quarta-feira (22).

“O ano de 2020 começou bem e espero que continue assim. No começo de janeiro, tivemos a decisão da Controladoria Geral do Estado que impede a Rodonorte, Ecocataratas e a Ecovia de participar das próximas licitações do pedágio. Agora, o TRF4 comunicou a Econorte da redução das tarifas praças de Jacarezinho, Jataizinho e Sertaneja. A cada passo, é mais uma vitória do povo e de quem sempre lutou contra essas vergonhosas e escorchantes tarifas de pedágio cobradas no Paraná”, disse Romanelli.

Os valores voltam, em média, a ser cobrados em R$ 16,8 (Jacarezinho), R$ 18,20 (Jataizinho) e em R$ 15,60 (Sertaneja).

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal