COMO BATER CARTEIRA

Pedro Ribeiro


Alceo Rizzi

Sujeito que embarca para uma região com alta liquidez, como a dos Emirados Árabes, e mente descaradamente, trata seus interlocutores abonados como idiotas desinformados, pode justificar sua viagem como quiser, menos de tentar atrair investimentos para o País. Tratar árabes como otários, dizer que não há queimadas na Amazônia porque ela é úmida e se encontra intacta e igual ao tempo da descoberta do País, pode estar mais próximo do malandro que tenta bater carteira do que qualquer outra coisa. Seria infantil, não fosse delinquente e irresponsável. Diplomacia e cultura de gangue. Em parte, explica a estupidez medieval. Vergonha é coisa pouca!

 

Alceo Rizzi é jornalista

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="803713" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]