Deltan Dallagnol e Operação Lava Jato à beira de um revés

Pedro Ribeiro

luiz fux, deltan dallagnol, cnmp, conselho nacional do ministério público, liminar, lava jato

Quem assumirá a coordenação da Operação Lava Jato? Esta já é a pergunta que se faz diante de um esquema organizado para tirar o procurador Deltan Dallagnol da frente dos trabalhos.

O Conselho Nacional do Ministério Público julgará, na terça-feira (18) três casos envolvendo o procurador. O Antagonista apurou que há pelo menos seis votos pelo afastamento de Deltan da Lava Jato. Embora o CNMP tenha 14 integrantes, apenas 11 cadeiras estão preenchidas.

Até o momento, Deltan já sofreu cerca de 50 reclamações disciplinares, a maioria de investigados e réus. Foram sistematicamente rejeitadas por falta de fundamento ou caráter evidentemente retaliatório.

Apenas duas foram convertidas em processos administrativos disciplinares (PADs). Um dos casos se refere a críticas de Deltan a decisões de ministros do Supremo que classificou de “lenientes”. O procurador recorreu ao Supremo para reverter a penalidade.

Na terça-feira o julgamento trata-se de um processo administrativo disciplinar por quebra de decoro, protocolado por Renan Calheiros, que pede a punição de Deltan Dallagnol por manifestações feitas em redes sociais defendendo o voto aberto para a Presidência do Senado e contra a eleição do emedebista – que seria “prejudicial para a pauta anticorrupção”.

O terceiro caso é um pedido de remoção compulsória por interesse público apresentado por Kátia Abreu, com três alegações: as palestras de Deltan (que já foram consideradas legais pelo CNMP), o acordo de R$ 2 bilhões (cujo dinheiro já foi realocado pelo Supremo) e a existência na ocasião de 17 reclamações disciplinares contra o procurador – a maioria retaliação de investigados e réus.

“A partir do momento em que o Ministério Público incomodar réus porque está fazendo seu trabalho, e seus integrantes passarem a ser retaliados, removidos, punidos por isso, aí acabou o MP, a sociedade estará ao Deus dará”, pontua Dallagnol

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal