Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

DER reclama das estradas e DNIT reclama do governo federal

Ao mesmo tempo em que a Agência Estadual de Notícias do Governo do Estado publicava nota à imprensa onde afirma que cerc..

Pedro Ribeiro - 23 de dezembro de 2021, 18:12

Encerramento dos atuais contratos de concessão de rodovias no Paraná. Abertura das catracas da praça de pedágio da Ecovia, na BR-277, em São José dos Pinhais, ocorrida à 0h00 deste domingo. - Curitiba, 28/11/2021 - Foto: Ari Dias/AEN
Encerramento dos atuais contratos de concessão de rodovias no Paraná. Abertura das catracas da praça de pedágio da Ecovia, na BR-277, em São José dos Pinhais, ocorrida à 0h00 deste domingo. - Curitiba, 28/11/2021 - Foto: Ari Dias/AEN

Ao mesmo tempo em que a Agência Estadual de Notícias do Governo do Estado publicava nota à imprensa onde afirma que cerca de 18,7% das faixas de rolamento e acostamentos das rodovias do Anel de Integração não atendem aos requisitos mínimos de qualidade determinados em contrato, a  Associação dos Engenheiros do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes - AEDNIT e a Associação Nacional dos Analistas e Técnicos Administrativos do DNIT – ANAT manifestava, também através de nota à imprensa descontentamento com o Governo Federal que teria abandonado a categoria.

ANÚNCIO

“Mesmo com um orçamento muito aquém da necessidade e com um quadro diminuto de servidores, estamos fazendo nosso trabalho e entregando os resultados à sociedade. Esperamos que o governo faça o mínimo e troque a eloquência dos elogios por ações efetivas de reconhecimento do papel de estado que exercemos. Eng.º Rodrigo da Silva Nascimento Raul Capp Pallota Diretor Presidente da AEDNIT Diretor Presidente da ANAT”, informa o DNIT

O que isto significa? De um lado, o governo estadual, que ficou responsável pela manutenção das rodovias estaduais do pedágio e, do outro, o DNIT sugerindo que fará corpo mole em relação às rodovias federais.

No meio, ficam os usuários das estradas que eram pedagiadas e, com fim dos contratos, foram liberadas pelo governador Ratinho Junior.

ANÚNCIO