Dória, no TCE, destaca iniciativa da corte em apoiar financiamento de vacina contra covid

Pedro Ribeiro


Ao fazer uma visita de cortesia na tarde desta sexta-feira ao presidente do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, Fabio Camargo, o governador do Estado de São Paulo, João Dória, destacou a questão da saúde, observando que “histórica, democrática e solidária. Uma atitude inédita e um gesto exemplar. Merece ser seguido por outras instituições públicas que, com sobra de recursos, possam destinar esses valores para uma tarefa tão nobre, que é a defesa da vida e da saúde.”

Doria se referia à iniciativa do Tribunal de Contas do Estado do Paraná de apoiar financeiramente o desenvolvimento de uma vacina contra a Covid-19 pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).

O governador paulista, provável candidato à sucessão do presidente Jair Bolsonaro também fez uma visita ao governador do Estado, Ratinho Junior, onde falaram sobre projetos futuros de parceria entre os dois estados.

Nos primeiros seis meses da atual gestão, o TCE-PR repassou R$ 38 milhões ao governo estadual para ações contra a Covid-19, valor resultante de um programa de contenção de despesas implantado pela Casa. Desse total, R$ 18 milhões estão sendo destinados à UFPR, para a estruturação de laboratório que, além de uma vacina contra o vírus SARS-CoV-2, deverá produzir outros imunizantes.

O Tribunal de Contas do Paraná está buscando fazer a sua parte, dar sua parcela de contribuição na luta em prol da vida”, afirmou Camargo. Além do apoio financeiro à produção da vacina pela UFPR, o presidente destacou outras ações de combate à pandemia, como a fiscalização do processo de vacinação em todo o estado e do cumprimento de medidas para reduzir aglomerações no transporte público, para reduzir a propagação da doença.

Camargo entregou a Doria três relatórios de auditorias realizadas pela equipe técnica do TCE-PR no transporte coletivo de Curitiba desde o início da pandemia, em março de 2020. Essas fiscalizações concluíram que, apesar do subsídio oficial, o sistema não conseguiu manter os limites de ocupação fixados legalmente para reduzir o contágio pela Covid-19 na capital paranaense. Outro documento entregue ao governador paulista foi o texto da Resolução nº 86, por meio da qual o Tribunal estabeleceu regras para o transporte público durante a pandemia em todo o Paraná.

Visita ao Butantan

Camargo aceitou o convite de Doria para uma visita ao Instituto Butantan, onde é produzida a Coronavac, junto com uma equipe da UFPR, dentro de duas semanas. O governador disse que espera receber também Camargo no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, ao lado de uma de suas cachorras, batizada de Lola.

Na visita desta sexta-feira, ele elogiou a presença da golden retrivier Tikinha no TCE-PR e presenteou a mascote da Casa com um osso de borracha. “Tenho oito cães e aprendi que quem tem animal em casa, ama a vida. Isso revela o melhor sentimento”.

O presidente do TCE-PR entregou dois presentes a Doria: um mapa do Paraná em madeira, destacando os principais pontos turísticos do Estado, obra da designer Ana Paula Castro; e uma escultura em mármore que reproduz a fachada da sede do Tribunal.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="783078" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]