Dormindo no ponto, ou na Câmara

Pedro Ribeiro


A Câmara de Vereadores de Curitiba precisa, literalmente, acordar, senão os projetos do executivo municipal serão todos aprovados sem qualquer incômodo. Exemplo de atuação é o dessa vereadora que tirou um baita cochilo durante uma das sessões. Não vamos ser levianos e julgar os trabalhos da vereadora, mas não podemos deixar de alertá-la que se dormir no ponto a coisa fica preta. Esta não é a primeira vez que a Câmara de Curitiba tem sua imagem arranhada por seus legítimos representantes. Recentemente, a vereadora dos animais, Katia Dittrich, teve que responder processos judiciais e internos por, supostamente, ter se apropriado de parte do salário de assessores. (Imagem da vereadora dormindo é do site XV Curitiba).

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="657473" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]