E agora Jair Bolsonaro, o que fazer?

Pedro Ribeiro


O primeiro exemplo antidemocrático pós eleição à Presidência da República, onde o povo brasileiro escolheu Jair Bolsonaro como presidente, veio do candidato derrotado, o petista Fernando Haddad. Foi à televisão para defender o presidiário Luiz Inácio Lula da Silva e sequer teve a humildade de cumprimentar e desejar boa sorte ao novo chefe da nação. Já líderes políticos de vários países do mundo desejaram boa sorte ao povo brasileiro nesta nova jornada com um presidente extremista ou não. Outro sinal antidemocrático também veio da base do PT quando o “cão de aluguel” do partido, o candidato vergonhosamente derrotado (não fez l milhão de votos) Guilherme Boulos (PSOL), também vem a público afirmando, em tom de ódio, que a luta continuará com ou sem violência. Este tipo de cidadão faz com que a nossa democracia, que é exemplo no mundo, passe a ser questionada. Pior: Boulos usa o PT para tentar se promover e, ao falar em nome do partido, não ouve as lideranças nacionais. A continuar assim, o PT vai derreter ainda mais.

Jair Bolsonaro (PSL) venceu Fernando Haddad (PT) com 55% dos votos em uma eleição marcada por troca de acusações e polarização entre esquerda e direita. O novo presidente terá o desafio de governar um país dividido por ideologias e incertezas diante do futuro. Bolsonaro assume diante de muitas dúvidas em relação aos seus posicionamentos e os programas que serão implantados nas mais diversas áreas de interesse da população, como segurança, economia e educação. Como já afirmei aqui, ele não é o presidente dos nossos sonhos, mas foi escolhido devido a revolta contra o PT que governou por 16 anos e queria se perpetuar no poder. Bolsonaro, talvez, não sabe o que fazer na cadeira de Presidente da República e tão pouco sabe como lidar com um Congresso Nacional embora renovado,m mas ainda com maioria petista.

A governadora Cida Borghetti cumprimentou o presidente eleito, Jair Bolsonaro pela vitória nas eleições do segundo turno no Brasil. “Em nome de todos os paranaenses queremos desejar sucesso e parabenizar o presidente eleito Jair Bolsonaro. Deus abençoe sua caminhada e esse novo momento que o Brasil vive. Vamos, com um diálogo franco, trabalhar junto pelo progresso e o bem de todos os paranaenses e brasileiros. Deus te abençoe, Jair Bolsonaro.” O governador eleito, Ratinho Junior, também cumprimentou Bolsonaro e disse que buscará o fortalecimento da bancada paranaense na Câmara e no Senado para, juntos, trabalharem em defesa do Paraná. Ele acredita que o novo presidente olhará com bons olhos o Estado do Paraná, onde a população o apoiou com mais de 60% dos votos.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="566665" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]