Em sabatina, Arruda ataca Greca que destaca a área da educação

Pedro Ribeiro


O candidato do MDB à Prefeitura de Curitiba, João Arruda, tem mantido uma postura crítica em relação à gestão do atual prefeito da capital, Rafael Greca, candidato à reeleição. Para ele, “Greca governa muito para sua vaidade”.

Arruda, em sabatina feita pela Folha em parceria com o UOL, condenou a postura do atual prefeito de Curitiba em relação ao combate à pandemia quando liberava e depois recuava.

“As decisões são tomadas em torno da vontade política do prefeito. Se ele sente algum desgaste, por conta de algum setor específico, ele volta atrás nas decisões”, observou o adversário de Greca nas eleições de 15 de novembro.

O emedebista afirmou que a terceirização das unidades de saúde realizada pelo atual prefeito Rafael Greca (DEM) é “um desastre, um horror” que resulta no péssimo serviço prestado principalmente nos bairros da cidade. “O prefeito costuma dizer que gastando menos do que gastava com a estrutura municipal de saúde. É lógico, perdeu-se, e muito, na qualidade dos serviços”, apontou João Arruda em entrevista na TV Transamérica.

João Arruda propõe a ampliação da estrutura, equipamentos públicos e novas unidades de saúde, inclusive com contratação de mais médicos e profissionais. “Também é preciso fazer a gestão das 111 unidades básicas de saúde e das nove que são 24 horas. Só assim vamos ter um serviço de qualidade”, disse João Arruda.

Greca não tem pautado sua campanha em rebater acusações. Pelo contrário, tem mostrado suas ações ao longo de três anos, principalmente na área de infraestrutura asfáltica.

Nesta terça-feira, o prefeito foi às redes sociais e a imprensa para mostrar os avanços na área da educação. Escola Municipal Professora Lina Maria Martins Moreira, que atingiu nota 8,1 Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e está entre as 10 melhores escolas públicas do Brasil. Esta é a prova, disse ao visitar o colégio que fica no Campo Comprido.

“A escola é orgulho de Curitiba, que pelo saber dos seus professores e alunos foi destacada em nível nacional e representa o nosso modelo de Educação. A partir da Universidade do Professor, do programa Veredas Formativas, dos Faróis do Saber e da Inovação, das Linhas do Conhecimento, de maneira generosa nós repartiremos tudo o que se sabe com os nossos curitibinhas”, disse Greca.

Ao ratificar seu “veemente compromisso com a causa da Educação”, o prefeito citou que Curitiba avançou de 6,4 para 6,5 atingindo a meta do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para a cidade, superando a média nacional para os anos iniciais que é 6,0. Desde o início da gestão, em 2017, nenhuma escola apresentou resultados inferiores a 5,0 – saíram desse patamar, elevando as notas todas acima de 5,3.

Para que a Educação curitibana se consolide entre as melhores do Brasil, o prefeito Rafael Greca está propondo para sua próxima gestão a construção de novas creches (10) e a ampliação de 2.000 vagas, construção de uma nova escola de tempo integral, ampliação do número de escolas de tempo integral 100 para 125 unidades, mais 10 novas unidades do Farol do Saber e Inovação, levar a energia solar para 20% das unidades educacionais do município, ampliação do Curitibinhas Poliglotas para 100% das unidades.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal