Fim da mamata para supostos “perseguidos políticos”

Pedro Ribeiro


O governo federal gasta perto de 30 milhões mensais para pagar pensões e indenizações para 2,5 mil pessoas supostas de “perseguição política” concedida pela Comissão da Anistia. Segundo apurou o Diário do Poder, a ministraDamares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) está revisando, uma a uma dessas pensões e pretende acabar com a “mamata”.

Além dos quase R$ 30 milhões no pagamento da esperteza ainda há um passivo de R$17 milhões referentes a indenizações tão absurdas quanto de valor milionário.

Há ex-cabos da FAB nascidos nos anos 1970 que alegaram serem “perseguidos políticos” em razão de uma portaria dos anos 1960.

Até agora, a ministra já cancelou 295 indenizações de ex-cabos da FAB, e nos próximos dias invalidará a mamata de outro grupo de beneficiados.

Há cerca de um ano, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) autorizaram o governo a rever, um a um, os 2,5 mil casos dos ex-cabos.

Damares lamenta que entre os beneficiados estejam pessoas que hoje são idosas, mas ela lembra que seu dever é zelar pelo interesse público.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal