Francischini aposta nos indecisos e afirma que será o prefeito de Curitiba

Pedro Ribeiro


Se a desistência do deputado federal, Ney Leprevost, da pré-candidatura à Prefeitura e Curitiba mexeu com os nervos do mundo político da capital, sua decisão, porém, não abalou o deputado estadual e pré-candidato Delegado Francischini que afirma ser o próximo prefeito de Curitiba que faz planos de gestão: “Vou cuidar da cidade e também das pessoas”, pontua.

Ao fazer uma análise da última pesquisa de intenções de votos à Prefeitura de Curitiba, realizada pelo Instituto Paraná Pesquisa, Francischini observa o grande percentual – 67% – de indecisos, ou seja, que ainda não sabem em quem votar.

Diante deste cenário – não decidiram em quem votar e não sabem que Francischini é candidato – ele já teria 10% das intenções de voto contra os dois últimos prefeitos de Curitiba (Greca e Fruet, famílias históricas na política da cidade).

Segundo ainda sua análise, metade dos eleitores de Curitiba diz que “poderia” votar em Francischini para prefeito. Assim, teria grande potencial de crescimento quando da entrada da propaganda eleitoral em Rádio/TV.

Pelo que se sabe, o deputado está com a campanha nas ruas a espera de mais um escorregão do prefeito Greca (lembram do pavor de pobre) para virar o jogo.

O candidato, no entanto, deve se preocupar com o “X 9” que está dentro da sua campanha (marketing), ou seja, na cozinha da casa.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal