General Heleno e as chantagens do Congresso Nacional

Pedro Ribeiro

coronavírus general positivo

 

A declaração do general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional, de que as “insaciáveis reivindicações” de parlamentares por fatias do Orçamento prejudicam a atuação do Executivo e vão contra os preceitos de um regime presidencialista, pegou no fígado do Congresso Nacional. “Rapaz, nós não podemos aceitar esses caras chantagearem a gente o tempo todo. Fodam-se”, afirmou Heleno na terça, em áudio captado pela transmissão de evento no Palácio da Alvorada.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, reagiu e qualificou o chefe do GSI como “radical ideológico”.  “Geralmente na vida, quando a gente vai ficando mais velho vai ganhando equilíbrio, experiência e paciência. O ministro pelo jeito está ficando mais velho e está falando como um jovem”, disse nesta quarta. “Uma pena que um ministro com tantos títulos tenha se transformado num radical ideológico.”

O presidente do Senado,  David Alcolumbre, também criticou o comentário de Heleno. “Nenhum ataque à democracia será tolerado pelo Parlamento”, afirmou Alcolumbre em nota enviada à imprensa. “O Congresso Nacional seguirá cumprindo com as suas obrigações”, escreveu o senador, defendendo “democracia, independência e harmonia dos Poderes”. (Estadão).

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.