Governo federal não mudará pedágio e fim de papo

Pedro Ribeiro

Governador Ratinho Junior quer um pedágio que atena aos ineresses do Paraná

Uma coisa é certa e faça o que fizer: o pedágio vai continuar sendo questionado no Paraná. O novo modelo nada mais é do que o mesmo anterior com novo prazo de 30 anos (6 a mais do que o atual) e uma TIR (taxa de retorno) adequada às novas condições econômicas do país (antes em torno de 20% e agora de 8,74%). Essas duas condições trabalham para a redução do valor do pedágio. Mas, com outorga e muitas obras (como prometem) no início da concessão, fatalmente vão fazer a tarifa subir. Tem, também, alguns aperfeiçoamentos como a tarifa para uso de Tag e de condições para usuários frequentes.

 

Como era esperado, o governador Ratinho Junior (PSD), saiu em defesa das mudanças no modelo de pedágio que o governo federal quer implantar no Paraná, como desejam parlamentares, lideranças políticas municipais e o setor produtivo do Estado. O pedágio, com este modelo de outorga,  é nocivo, afirmam tais lideranças. Ratinho Junior quer mudanças no modelo para que o agronegócio não seja prejudicado, como sustenta o setor.

Ao levar a posição paranaense ao ministro da Infraestatrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, o governador foi informado de que o modelo continuará o mesmo e que apenas poderia ser mexido em ajustes na tarifa, mas que a questão tão debatida, que é a outorga, continuará.

O ministro deixou bem claro a Ratinho Junior que o governo federal precisa desse dinheiro (das concessionárias) para investir em infraestrutura em vário estados brasileiros.

Portanto, embora necessário, parece que o esperneio da frente parlamentar do pedágio e do Grupo dos Sete – setor produtivo – não vai dar em nada.

PARANENSES CONTINUARÃO NA LUTA PELA MUDANÇA

Mesmo sabendo disso, o deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB), deverá  continuar sua saga em defesa de tarifas mais baixas, mais obras e não ao sistema de outorga.

Romanelli, o “Posto Ipiranga do Centro Cívico”, é uma das poucas vozes com eco no Estado que coloca a cara e o peito na defesa de mudanças no sistema de pedágio que o governo federal quer empurrar goela abaixo dos paranaenses.

Lembramos que o pedágio, no Paraná, tem sido questionado desde sua criação em função das altas tarifas. O que os paranaenses não querem, agora, é que isso se repita.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="746509" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]