Governo oferece 2% de reajuste para janeiro e militares recusam

Pedro Ribeiro


 

Nada ficou decidido na reunião desta manhã entre o secretário-chefe da Casa Civil, Guto Silva, e representantes dos órgãos de segurança do Estado – polícias Civil e Militar – sobre o reajuste salarial do funcionalismo. Haverá um novo encontro hoje a tarde entre as equipes técnicas da Secretaria de Finanças e dos militares para confrontar planilhas e tabelas. O governo pediu para retirar da pauta do projeto do Executivo encaminhada à Assembleia Legislativa o reajuste de 0,5% para agosto e ofereceu reajuste de 2% para janeiro, o que não foi aceito.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="638198" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]