Greca assume ônus político em respeito à saúde

Pedro Ribeiro

curitiba coronavírus greca atividades

Prevendo dias piores, com base em informações das unidades de saúde de Curitiba, o prefeito Rafael Greca tomou uma decisão mais dura para evitar uma explosão de casos e mais mortes da Covid-19. Curitiba entrou na chamada “bandeira laranja”, mais exposta à doença.

O prefeito determinou o fechamento de bares e casas noturnas, bem como academias e outras atividades onde há risco médio de transmissão.

Mesmo próximo a uma eleição, Greca teve a coragem de adotar novas medidas, sabendo que poderá ter conseqüências em sua reeleição. Para o prefeito, salvar vidas é mais importante neste momento.

A reação veio de imediato. A Associação dos Bares e Restaurantes da capital declarou guerra ao prefeito e donos de academias fizeram, neste sábado, buzinaço em frente à casa do prefeito.
A guerra, segundo a Abrabar, será mais intensa nesta segunda-feira quando haverá manifestação em frente à Prefeitura de Curitiba.

No meio do tiroteio, a até então inflexível Associação Comercial do Paraná (ACP) emitiu uma nota apóia as medidas anunciadas, neste sábado, pela Prefeitura Municipal de Curitiba com a adoção da bandeira laranja para conter a expansão de casos de Covid-19.

As novas medidas certamente reduzirão as aglomerações, reduzindo também, com o escalonamento de horários, a lotação de ônibus e terminais de transporte, que tem sido a grande preocupação da entidade.

A ACP entende que neste momento é fundamental a colaboração de todos para que se evite a bandeira vermelha e o consequente lockdown, assina o documento seu presidente, Camilo Turmina.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.