Guto Silva anuncia nova etapa da reforma administrativa

Pedro Ribeiro

 


O chefe da Casa Civil, Guto Silva, reuniu equipes das secretarias da Fazenda, Agricultura e da Procuradoria Geral do Estado para finalizar a segunda etapa da reforma administrativa do governo Ratinho Junior, que será encaminhada à Assembleia Legislativa na primeira quinzena de agosto. Nesta etapa, que será subdividida em pelo menos três projetos de lei, o foco será a junção e reestruturação das autarquias. Na reunião, os técnicos se debruçaram sobre a economia aos cofres públicos e a modernização da gestão que será proporcionada pela segunda onda da reforma. Na primeira fase, quando reduziu o número de secretarias de 28 para 15 e eliminou 339 cargos, o governo anunciou uma economia de R$ 10,6 milhões anuais. Mas este não é o único resultado esperado. “O objetivo do governo com a reforma administrativa não é apenas economizar, mas enxugar as estruturas, diminuir a burocracia e aumentar a agilidade e a eficiência dos serviços prestados pelo governo”, afirma Guto Silva.

 

Café amargo


Se a Alemanha cortar toda a verba, não apenas parte dela, que destina a pretexto da preservação ambiental e outros países fizerem o mesmo, todos perdem. Eles, em primeiro lugar, depois centenas ou milhares das mais de 100 mil ONGS que hoje sobrevivem com estes recursos na Amazônia. Os primeiros, atrasam seus processos de exploração dissimulada e dos mapeamentos ( não confundir com desmatamentos) das riquezas da região. As ONGs, perdem soberania sobre determinadas áreas. Essa discussão toda precisa sair do terreno da hipocrisia e nisso não há de se deixar de dar razão, em certa medida, ao tresloucado presidente em seu contumaz destempero e desequilíbrio. De tanto falar bobagem, as vezes ele acerta uma. A Alemanha quer sentar à está mesa com a contribuição do cafezinho. (Alceo Rizzi).

Caixa preta do Ecad

O governo Bolsonaro deve abrir a “caixa preta” do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad). Apesar da pose de agência reguladora, o Ecad é privado e em 2018 faturou mais de R$100 milhões a título de comissão de 10% sobre R$1,1 bilhão arrecadados. O Ecad informou que os quase R$100 milhões faturados em 2018 são gastos em “despesas operacionais e administrativas”.

A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder. O Ecad diz distribuir 85% da arrecadação (R$971 milhões em 2018) por “direitos autorais”. Do total, 5% são das “associações”.

Caso Paraguai-Itaipu

O presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, recebeu os promotores Marcel Pecci, Susy Riquelme e Liliana Alcaráz nesse domingo (11), na Quinta de Mburuvicha Róga, residência oficial, em Assunção. O objetivo da visita era recolher de Abdo Benítez declarações sobre o acordo sobre o uso de Itaipu, assinado com o Brasil em maio e cancelado no último dia 1 de agosto, ante a possibilidade de causar o início de um julgamento político do presidente por parte da oposição.

O Ministério Público paraguaio investiga possíveis irregularidades contidas no acordo que permitiria que o Paraguai pudesse negociar com empresas privadas brasileiras parte de sua energia excedente.

Itamaraty defende

Itamaraty defende presidente do Paraguai e cita ‘excelente relação pessoal’ com Bolsonaro

Brasil e Paraguai cancelam acordo sobre Itaipu e impeachment de paraguaio perde força

A convocação do presidente se deu depois que foram vazadas conversas entre o advogado Joselo Rodríguez e o então presidente da Ande (entidade energética paraguaia), Pedro Ferreira, em que o primeiro se apresentava como assessor jurídico do vice-presidente Hugo Velázquez, com o aval de Abdo Benítez, e dizia estar em contato com a empresa Leros, do Brasil, que estaria interessada na compra. Rodríguez também afirmava que a Leros estaria vinculada a integrantes da “família presidencial do Brasil”, segundo as conversas virtuais.

Em defesa das crianças

O governador Carlos Massa Ratinho Junior, o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, e a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, assinam nessa segunda-feira (12), às 13h30, no Palácio Iguaçu, dois protocolos de intenções que visam fortalecer as ações em defesa da mulher e de crianças e adolescentes.Um deles é relacionado à uniformização do encaminhamento de denúncias de violência contra a mulher decorrentes do Disque 100 e Ligue 180. O objetivo é agilizar medidas protetivas. Outro protocolo tem o objetivo de implementar ações integradas para capacitação e fortalecimento do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente.

Aventura e Natureza

Os Jogos de Aventura  e Natureza foram abertos oficialmente neste sábado (10), em Matinhos, com vários shows que animaram o público. O governador Carlos Massa Ratinho Junior esteve no local e reforçou a opção de fazer do turismo, especialmente no Litoral, um dos pilares do desenvolvimento econômico e social do Paraná.A ideia é trazer turistas para o Litoral fora também da época de veraneio. Programar uma agenda cheia para o ano, que possa movimentar o comércio das cidades, a economia regional”, afirmou o governador. “Tudo isso reunindo essa natureza belíssima, aventura e esporte”, acrescentou.Ratinho Junior disse ainda que em função do sucesso desta primeira fase dos Jogos, a intenção do Governo é criar um calendário fixo de eventos espalhados pelo Paraná. “Vamos ampliar o número de cidades beneficiadas por esse modelo de projeto”, reforçou.

 

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.