Sintonia Fina
Compartilhar

Inflação bate 10,74% em 12 meses

 Enquanto se discute aos quatro cantos as eleições à Presidência da República, com Jair Bolsonaro insistindo..

Pedro Ribeiro - 10 de dezembro de 2021, 10:12

José Cruz/Agência Brasil
José Cruz/Agência Brasil

 

ANÚNCIO

Enquanto se discute aos quatro cantos as eleições à Presidência da República, com Jair Bolsonaro insistindo nos mesmos erros que vem cometendo neste governo, a inflação vai crescendo e ficou em 0,95% em novembro, depois de atingir 1,25% em outubro.

Segundo informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira, 10, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumula alta de 9,26% no ano e de 10,74% em 12 meses, o nível mais alto desde novembro de 2003, quando foi de 11,02%.

O resultado ficou perto do piso das estimativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que previam alta entre 0,94% e 1,18%, com mediana de 1,10%.

ANÚNCIO

Pela avaliação do IBGE, a alta foi puxada pelo segmento de transportes, que subiu 3,35%, sob efeito da alta nos preços dos combustíveis, principalmente, da gasolina (7,38%), que teve, mais uma vez, o maior impacto individual no índice do mês - de 0,46 ponto porcentual.

Também ficaram mais caros o etanol (10,53%), o óleo diesel (7,48%) e o gás veicular (4,30%). A gasolina acumula, em 12 meses, alta de 50,78%, o etanol de 69,40% e o diesel de 49,56%. (Estadão).