“Jamais usarei a política como profissão e não participarei de reeleição” (Professor Oriovisto)

Pedro Ribeiro


Professor Oriovisto e o sonho brasileiro

Conhecedor da política brasileira e do Brasil, o professor Oriovisto Guimarães, pré-candidato ao Senado, nos brinda com uma posição interessante: “jamais usarei a política como profissão. Se eleito, não participarei de reeleição, vou fazer uma campanha franciscana, baseada em ideias e voluntários. Gastarei pouco dinheiro, não pedirei dinheiro para ninguém e não darei dinheiro para ninguém ”.

Batendo na trave

A tentativa de lideranças políticas de levar os candidatos à Presidência da República, Geraldo Alckmin, do PSDB, e Alvaro Dias, do Podemos, a um acordo – quem tiver melhor nas pesquisas segue em frente e o outro fica na vice – ainda não vingou. O senador paranaense, com 5% nas pesquisas, diz que ainda é cedo para um acordo.

Azedume no Palácio Iguaçu

Nos bastidores do Palácio Iguaçu, onde o Beto Richa (PSDB) ainda mantém um grupo vigilante, fontes sustentam que o ex-governador não está nada satisfeito com a atual comandante do Palácio Iguaçu e que poderá haver um rompimento em breve, o que mudaria os rumos da eleição.

Barbas de molho

Também se fala que o “plano B” de Ricardo Barros é pular para o lado de Osmar Dias, caso sua esposa, a governadora Cida Borghetti não consiga ir para o segundo turno. O pessoal do Ratinho Junior não trabalha com esta hipótese, mas colocam as barbas de molho. Tudo pode acontecer.

Desastre social

No jornal semanal Fantástico, da Globo, assisto, indignado, a uma reportagem sobre Minha Casa Minha Vida. A TV mostrou imagens de centenas de casas semi-prontas, porém, ainda sem condições de moradia. Obras inacabadas que consumiram bilhões de reais e a frustração de milhares de pessoas na fila a espera de um lar.

Tercio, o velho guerreiro

Quem desenvolve um trabalho de fôlego na Itaipu Binacional é o velho e querido de todos, Tercio Albuquerque. Hoje, uma das pessoas de maior confiança do diretor geral Marcos Stamm, Tércio é o elo de ligação da empresa com os segmentos da sociedade, principalmente com a população dos municípios lindeiros.

Rejeição a rodo

Votos brancos e nulos lideram a corrida presidencial e pouco mais de 30% do eleitorado não tem candidato nos cenários sem Lula que, hoje, lidera as pesquisas com 30%. Lula tem, também, a maior rejeição (46%). A coisa está ruim e pode piorar. Apenas 2,2% dos brasileiros confiam no Governo Federal. Quando se trata do Congresso Nacional e dos partidos políticos, o percentual é ainda menor: 0,6% e 0,2%, respectivamente.

Promessa de Ratinho

Na Associação Comercial de Cascavel, o pré-candidato ao Governo do Estado, Ratinho Junior, disse que a duplicação da BR-277 é, sem dúvida, uma das grandes cobranças da região oeste, assim como outros gargalos, como o Trevo Cataratas, para agilizar e acelerar essas obras de infraestrutura vamos destinar parte do orçamento para trocar por ICMS e investir na melhoria da logística na região.

Afinal, de quem é a Copel?

Sobre a Copel e Sanepar Ratinho Junior foi categórico: não se vendem, até pela sua função social que representam, mas é preciso mudar o foco da Copel, por exemplo, nos últimos anos ela fez investimentos fora do Paraná, enquanto isso estamos com linhas de transmissões ultrapassadas. “Nossa ideia é vender os ativos fora do estado e trazer o dinheiro para dentro da Copel para serem investidos em melhorias aqui no estado”, completou Ratinho Junior​​.


Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="536961" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]