João Arruda, candidato, apresenta família e a vice-governadora

Pedro Ribeiro

 

Ao colocar para sentar na mesa a esposa, Paola e os filhos, João, Helena, Cecilia e Felipe, o deputado federal, João Arruda, anunciou oficialmente à imprensa, na presença de deputados estaduais e federais, prefeitos e do senador Roberto Requião, sua candidatura ao Governo do Estado pelo MDB. Ao lado, também, a professora Eliana Cortez, candidata à vice na chapa formada pelo MDB, PDT, Solidariedade e PC do B.

Na atitude, o candidato mostrou que, em primeiro lugar, está a família, da qual disse que tem o total apoio para mais esta empreitada. “A Paola, minha esposa, é mais articulada que eu e era ela que deveria estar aqui”, brincou.

Em uma sala do segundo andar do Hotel Bourbon de Curitiba, ficou apertada para dezenas de políticos e jornalistas que foram ouvir o que o novo candidato ao Governo do Estado tinha para falar, principalmente sobre sua mudança, de candidato à reeleição a deputado federal, onde estaria praticamente confirmada sua volta à Câmara Federal ao Executivo estadual.


Arruda explicou que tentou, por várias vezes, fazer uma composição com o ex-senador Osmar Dias (PDT) mas não conseguiu. “Sua desistência foi uma decepção e frustração, mas entendemos sua decisão pessoal, onde seus argumentos foram justos e legítimos”, disse.

A apresentar a candidata a vice-governadora, professora Eliana Cortez, Arruda enfatizou afirmando que “não é traidor e que jamais trairá os interesses dos paranaenses e que apostará na sensibilidade da educadora, pois o ensino será prioridade em seu governo, caso eleito”. Citou o filho mais velho, Joãozinho, que estava ao seu lado, dizendo que ele, hoje, estava faltando a aula para prestigiar o pai, mas que não gostaria de ver nenhum aluno fora das salas de aula.

O candidato destacou a aliança com os partidos e disse apostar na militância do MDB para o trabalho e vencer as eleições.”Vejo entusiasmo na militância e é isso o que queremos”, pontuou. Também destacou programas para as áreas da saúde, onde lamentou hospitais ainda em obras e garantiu que os paranaenses terão segurança.

A família paranaense está com medo. A polícia sai às ruas com viaturas em péssimas condições e com coletes à prova de bala vencidos. “Temos que colocar mais policiais nas ruas, equipar as polícias e investir em tecnologia para enfrentar o crime organizado. Vamos reativar o Nurse para que seja, efetivamente, um instrumento de combate à corrupção”.

Arruda também falou sobre as duas principais estatais paranaenses, a Copel e Sanepar, que, Para ele, voltarão a ser empresas paranaenses que deverão trazer benefícios aos paranaenses. Sobre emprego garantiu que apoiará as micro e pequenas empresas com incentivos para a geração de empregos.

O senador Roberto Requião disse que João Arruda está preparado para retomar o governo e trazer de volta a experiência do PMDB ao executivo estadual. E foi Roberto Requião quem anunciou o primeiro secretário do governo: Heron Arzua, para a Fazenda.

Foto: Eduardo Matysiak

 

Post anteriorPróximo post
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.
Comentários de Facebook