Joel Malucelli vê futuro com Alvaro e Osmar e também parceria com Beto Richa

Pedro Ribeiro


 

O senador Alvaro Dias (Podemos) é só candidato a presidente da República, não será candidato ao governo”. A afirmação é do empresário e suplente de senador, Joel Malucelli, em entrevista ao jornalista Haroldo Murá. Em conversa descontraída, sobre política, Malucelli justifica sua afirmação, porque acompanha a trajetória política de Alvaro Dias há 40 anos e que agora está ainda mais dedicado a seu novo projeto político, o Podemos, partido que o próprio senador preside no Paraná. Ao ser questionado se tinha pretensões em sair para governador, disse: “não sou candidato a nada. Pode escrever”. Veja a entrevista

Joel Malucelli sempre foi um entrevistado agradável. Conheço-o desde os tempos em que se iniciou como empreendedor de obras públicas. Acompanho sua trajetória, agora muito dedicada a seu novo projeto político, o Podemos, partido de Álvaro Dias que ele preside no Paraná. É membro da executiva Nacional do Podemos.

Com autoridade, pois, na sigla Podemos, ele me garante:

Acha muito positivo que só agora tendo AD se declarado candidato a presidente, já aparecer em pesquisa recente com 3% de intenção de votos em levantamento nacional.

ALVARO E BETO

E mais: aposta que Alvaro e Osmar (este como candidato ao Governo) marcharão juntos no projeto de 2018. Como Joel também não duvida de que eventuais distanciamentos que hoje possam existir entre o governador Beto Richa e Alvaro “acabarão sendo superados:

CONVERSA FAZ BEM
– A política é a arte da conversa, é o exercício do encontro até com os que nos parecem opositores, sentencia Joel Malucelli.

Lembra, a propósito dessa ” arte do encontro”, que “nas últimas eleições” Beto e Alvaro marcharam juntos. E não tem dúvidas: “Os dois vão construir uma parceria forte no futuro.”

MAIOR PIB

Tido e havido por parte de analistas financeiros como dono do maior PIB paranaense, Joel Malucelli poderá ser candidato ano que vem? Ele nega, especialmente que estaria sendo ‘preparado’ para concorrer pelo Podemos ao Governo, segundo o “disse-me-disse” do universo político local.

Não sou candidato ao governo, pode escrever, garantiu.

No entanto, em círculos férteis em especulações, não faltam os que acham que Malucelli pode ser “a reserva de qualidade” que o partido estaria guardando para concorrer ao Senado.

Si non é vèro…”

NOMES DO PARTIDO
Para Malucelli o momento é especialmente importante no Paraná pela formação das comissões provisórias que ele está montando no Estado.

Citou, dentre outros, nomes que compõem o Podemos, e atuam na formação das bases municipais: Alexandre Kireeff, Eliel Machado, Paulo de Tarso Abas, Agostinho Gibetti, Edmilson Rossi. O partido estaria também de olho no deputado federal Sergio Souza.

Há outros nomes que já estariam atuando em suas bases, como Aparecido José Willer, de Jesuítas.

REFORMA TRABALHISTA

Analistas políticos admitem que o voto de Alvaro Dias contra a Reforma Trabalhistas, dada no Senado, poderia indispor o senador com segmentos empresariais. Mas que também o próprio Alvaro já teria manifestado em redes sociais que o fato foi um equívoco. Não o repetiria hoje.

ecreto do prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN) publicado nesta segunda-feira no Diário Oficial do Município causou estranheza do Centro Cívico. Pelo decreto, assinado em 10 de julho (segunda-feira da semana passada) o prefeito determina a exoneração do Secretário Municipal de Esporte Lazer e Juventude, Marcello Richa (PSDB), filho do governador Beto Richa.

A assessoria de imprensa da prefeitura informou, no entanto, que trata-se de um afastamento temporário, que Marcello reassumirá o cargo na sexta-feira e que nem será nomeado um interino. Segundo a prefeitura, Marcello precisava ausentar-se do cargo para resolver questões pessoais e, como ainda não tem direito a férias (não completou um ano na função), a opção foi pela exoneração, sendo que será reempossado no retorno.

Marcello Richa deverá ficar fora da administração municipal do dia 10 – data do decreto até o dia 21, não recebendo remuneração por esse período.pedro.ribeiro

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="487992" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]