Joice Hasellmann e a cabeça de porco, Mourão em Curitiba e Moro na Câmara

Pedro Ribeiro


 

Não foram poucas as vezes em que tentei alertar um grupo de amigos que defende a deputada federal Joice Hasselmann simplesmente porque ele obteve mais de um milhão de votos pelo estado de São Paulo, de que se tratava de uma pessoa que havia sido expulsa do Sindicato dos Jornalistas do Paraná por plágio de matérias e que, portanto, não merecia credibilidade. Pelo menos na área jornalística paranaense. Mesmo observando que o palhaço Tiririca também teve uma grande votação, disse também quando ela foi escolhida pelo presidente Jair Bolsonaro para ser líder do governo na Câmara Federal, que não iria prestar. Deu no que deu, embora ainda insistam e batem na mesma tecla. Joice Hasselmann está sob proteção policial por onde anda. Segundo Cláudio Humberto, do Diário do Poder, além de mensagens ameaçadoras, enviaram uma cabeça de porco à sua casa, logo após a eleição.

Mourão em Curitiba

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, faz na sexta-feira (28) sua primeira visita oficial a Curitiba. Vai participar da solenidade de aniversário do Regimento de Polícia Montada, a unidade mais antiga da Polícia Militar do Paraná. Localizado no Bairro do Tarumã, o Regimento Coronel Dulcídio está completando 140 anos.

Moro na Câmara

O deputado federal Felipe Francischini (PSL-PR), que preside a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, disse ao jornal O Globo que combinou com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, uma audiência na comissão na terça-feira, 2 de julho. O ministro vai falar sobre as mensagens vazadas atribuídas a ele e a procuradores da força-tarefa da Lava Jato. Moro havia combinado ir à CCJ da Câmara na última segunda-feira (24), mas desmarcou. Ele está em viagem aos Estados Unidos, onde visita órgãos de segurança e de inteligência.

Procuradoria da mulher

criação da Procuradoria Especial da Mulher na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) foi aprovada pelos deputados nesta terça-feira (25). De acordo com o texto, a Procuradoria Especial da Mulher irá zelar pela defesa dos diretos da mulher, além de incentivar a participação das parlamentares em suas ações nos trabalhos legislativos e na administração da Assembleia. O projeto também prevê que a nova procuradoria receba, examine e encaminhe aos órgãos competentes as denúncias de violência e discriminação contra a mulher.

Para o deputado Luiz Cláudio Romanelli, a Procuradoria vai servir para ampliar o debate sobre os direitos das mulheres. “A Assembleia Legislativa passa a ter um importante canal para a promoção e qualificação do debate sobre os direitos das mulheres. A Procuradoria será fundamental para ampliar as ações de combate à violência e discriminação, além de acolher, proteger e valorizar a voz da mulher no parlamento”.

Violência infantil

Vem do deputado estadual Cobra Repórter (PSD) iniciativa de projeto de lei que institui a Semana de Conscientização e Prevenção Contra a Violência Infantil, a ser realizada anualmente na primeira semana do mês de dezembro. A data, que deverá ser incluída no Calendário Oficial de Eventos do Estado do Paraná, tem como objetivos disseminar a paz nas famílias e a conscientização de que todos devem defender as crianças prioritariamente.

Sitio das cobras

Devanil Reginaldo da Silva – seu nome de batismo -, mais conhecido como deputado Cobra Repórter (PSD), viveu na roça até os 26 anos. Começou a trabalhar aos 12 anos, quando teve seu registro de trabalhador rural. Foi trabalhando no campo que surgiu a paixão pela profissão de radialista. Todo dia ouvia os programas preferidos no radinho de pilha. Foi então que ouviu na Rádio Cultura um chamado para quem quisesse fazer curso de locutor. “Como eu morava no sítio das Cobras e Devanil não era um nome sonoro, virei o Cobra Repórter”, diz em entrevista à TV Assembleia.

Endereço certo

O deputado estadual Requião Filho (MDB) protocolou esta semana na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) um projeto de lei que veda, no Paraná, a compra de mídia em veículos de divulgação que possuam em seus quadros diretores, parentes do Governador e de seu Vice, Secretários de Estado e Superintendentes. A ideia é resguardar o interesse público e a moralidade administrativa, diante da atual possibilidade de veiculação de propagandas oficiais do Governo em empresas de rádio e televisão, nas quais integrem em seus quadros societários e acionários, os familiares dos membros do primeiro escalão do Poder Executivo.

Descarte do lixo

A gestora ambiental Iracema Bernardes estima que os resíduos orgânicos gerados em residências representem cerca de 50% de tudo o que é encaminhado para aterros sanitários. São restos de frutas e legumes, cascas, grãos e sementes em geral, a borra e o filtro do café e até mesmo o saquinho do chá. Tudo isso pode ser transformado por meio da técnica conhecida como compostagem. O resultado? Adubo para jardins e hortas e menos resíduos no lixo. O processo foi tema de uma oficina ministrada pela gestora ambiental na manhã desta segunda-feira (24) na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). De acordo com a pesquisa “Perspectiva sobre a Gestão de Resíduos na América Latina e no Caribe”, publicada no ano passado pela ONU Meio Ambiente, todos os dias 145 mil toneladas de lixo são descartadas de maneira incorreta na América Latina. A quantidade equivale ao que é gerado por 27% da população latino-americana e caribenha – ou seja, 170 milhões de pessoas.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal