Lula diz, em Paris, que Bolsonaro é fascista e Moro criminoso

Pedro Ribeiro


 

Em Paris, onde deram palco ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com outorga de título de cidadão honorário, Lula chamou o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sergio Moro, da Justiça e Segurança Pública, de “fascista” e “criminoso”, respectivamente.

“Quando digo pra vocês que tenho energia de 30, digo porque nunca estive mais motivado do que estou agora a brigar pela democracia no nosso país”, declarou Lula.

Além disso, apesar de não citar diretamente o ministro Paulo Guedes, disse que o cenário atual do país é “estimulado pela ganância de poucos e desprezo mesquinho pelos direitos do povo”.

 

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="686230" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]