Malucelli, reeleito na Fetranspar, foca pedágio e roubo de cargas

Pedro Ribeiro


Ao ser reeleito presidente da Federação das Empresas de Transportes do Paraná (Fetranspar), o coronel Sergio Malucelli disse que é preciso chegar a um modelo de cobrança de tarifas nas rodovias paranaenses que seja justo e que atenda a todos os usuários, sejam empresários do transporte, cidadãos comuns e as próprias administradoras que vencerão o leilão.

Hoje, há uma discussão em relação ao novo modelo de pedágio, já que contratos atuais vencerão no próximo ano e haverá nova licitação. Deputados criam um comitê especial para discutir os preços das tarifas e a realização de obras, uma vez que a proposta que vem do governo federal não atende s reivindicações dos paranaenses.

Malucelli, que também acompanha essas negociações, disse que “a voz do empresário do transporte de cargas precisa ser ouvida em todas as esferas governamentais e por isso vamos seguir neste rumo, mostrando nossa essencialidade e a responsabilidade que o transporte de cargas tem para o giro e crescimento econômico”, disse.

Em relação à segurança dos motoristas afirmou que vai continuar defendo “medidas enérgicas contra o roubo de cargas, muito já foi conquistado, mas precisamos zerar mais essa conta imputada ao transportador”. Sobre a qualidade de vida dos profissionais, “vamos retomar a agenda de inaugurações de mais unidades do SestSenat e iniciar construção de outras em diferentes regiões do Paraná”, disse.

Coronel Sérgio Malucelli (67), foi reeleito para a presidência da Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná – Fetranspar – gestão 2021/2024 – em eleição Fetranspar, Malucelli também é presidente do Conselho Regional do SestSenat no Paraná, representa o setor na presidência na Seção de Cargas na Confederação Nacional dos Transportes (CNT) e é vice-presidente regional da NTC&Logística.

A entidade representa hoje perto de 20 mil empresas, que juntas empregam cerca de 200 mil profissionais, conduzindo uma frota de 260 mil veículos de cargas. Em sua estrutura, a Federação possui dez sindicados atuantes em todas as regiões do Paraná, 13 bases operacionais do SestSenat e atende, há mais de 10 anos, demandas ambientais do setor por meio do Programa Despoluir, que realiza entre outras atividades, o monitoramento dos índices de emissão de poluentes por meio de aferições nos veículos do transporte de cargas.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal