Mandetta pede unificação do discurso para orientar população

Pedro Ribeiro

mandetta bolsonaro cloroquina

O ministro a Saúde, Luiz Henrique Mandetta, reafirmou, em entrevista ao Fantástico deste domingo, a posição do Ministério da Saúde de se manter o isolamento social. “ Eu espero que essa validação dos diferentes modelos de enfrentamento dessa situação possa ser comum e que a gente possa ter uma fala única, uma fala unificada. Isso leva para o brasileiro uma dubiedade. Ele não sabe se escuta o ministro da Saúde, o presidente, quem é que ele escuta”, disse Mandetta.

Mandetta usou a entrevista para marcar posição e mandar recado que não vai ceder. O ministro cobrou uma unificação do discurso para orientar a população.

A entrevista foi classificada pelo Palácio do Planalto como provocação ao presidente Jair Bolsonaro que provavelmente se manifestará a provavelmente depois de ouvir os três filhos e o pessoal do “gabinete do ódio”.
O ministro Mandetta também criticou o comportamento de pessoas que têm furado o isolamento social. Citou como exemplo uma ida a padaria, exatamente como o presidente fez na semana passada, acompanhado do ministro da Infraestrutra, Tarcísio de Freitas, e o filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro. “Quando você vê as pessoas entrando em padaria, supermercado, fazendo fila, piquenique isso é claramente uma coisa equivocada”, avaliou o ministro.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal