Maquiagem contábil ou maracutaia no Instituto Curitiba Saúde

Pedro Ribeiro


 

No apagar das luzes da administração municipal de Curitiba, o gestor estaria pressionando o Instituto Curitiba Saúde (ICS) a participar de uma maquiagem contábil para contornar a falta de repasse de R$ 31 milhões da contrapartida da prefeitura ao órgão que administra a saúde de mais de 75 mil pessoas, entre servidores públicos municipais e seus familiares.

O diretor-presidente Wilson Mokva, funcionário de carreira que assumiu a função depois dos rolos de 2014, quando uma auditoria foi aberta para apurar denúncias de irregularidades, renunciou na segunda-feira passada para não ter se aceitar a tal “maracutaia”. Tal medida pode deixar o ICS descapitalizado e sem condições de bancar a assistência dos servidores, que teriam de acorrer ao SUS.pedro.ribeiro

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="487440" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]