Mau hálito, Romanelli e a Creche no Palácio Iguaçu

Pedro Ribeiro


Mau hálito


A boca rica do deputado pastor Marco Feliciano, com dentes recauchutados no valor R$ 157 mil da Câmara Federal, para ter sorriso de escárnio com maior brilho, é café pequeno na farra do parlamento brasileiro com dinheiro público. A Câmara custa ao País todo ano a bagatela de R$ 1,1 bilhão, o segundo maior gasto do gênero no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos.Países com parlamentos muito maiores que o Brasil conseguem ter um custo bem menor por deputado. Um parlamentar alemão ou francês, por exemplo, custa seis vezes menos que um brasileiro. No Reino Unido, um parlamentar custa 20 vezes menos que um legislador brasileiro, segundo estudos das Nações Unidas em parceria com a União Interparlamentar. O estudo não inclui avaliação e eficiência dos parlamentares. Nem carece!
(Alceo Rizzi)

Roma explica

O deputado Luiz Cláudio Romanelli volta a ser vítima de notícias falsas nas redes sociais. Teve que explicar, em sua conta do Twitter, que não tem nada a ver com o suposto caminhão que transportava combustível de aviação e muito menos com carregamento de armas. “Esta fake news teve início em 2017 e foi requentada na semana passada, o que significa que tem alguém tentando atrapalhar meu trabalho na Alep”, disse.

 

Pedra no sapato

Foto de Andressa Katriny / CMC

O advogado Luiz Fernando Pereira entra na disputada eleição à presidência da Fiep em defesa do candidato e presidente do Sinduscon, Eugênio Gizzi. Já chegou com a caixa de ferramentas abertas, afirmando que o atual presidente, Edson Campagnollo, não pode ser candidato à reeleição ou mesmo liderar chapa, porque existe medida judicial acatada contra ele pela justiça.

 

 

Brasil sem fome?

Depois de afirmar que não lê jornal para não começar o dia envenenado, o presidente Jair Bolsonaro disse que há uma campanha na mídia contra seus parentes (nepotismo no governo) e que “passar fome no Brasil é uma grande mentira”. Prefaciando com o versículo João 8:32 da Bíblia – “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” -, Bolsonaro cita dados do Bolsa Família, BPC e Aposentadoria Rural que, segundo ele, somados geram “R$ 200 bilhões que vão para o bolso dos mais pobres”.

A “creche” no Palácio Iguaçu

Se Bolsonaro nomeia parentes a torto e direito, imaginem o chefe de um andar estratégico do Governo do Estado no Palácio Iguaçu. Além de colocar uma “gurizada” inexperiente para tocar a pasta,  o titular parece ser especialista em nomear parentes. Tem tia na Celepar, pai na Secretaria de Meio Ambiente e assim por diante. É o governo paralelo que reina no reinado de Ratinho Junior.

 

Cachorro grande

Dizem que existe “gente grande” no esquema do Detran Paraná e que a hora que explodir vai ser um Deus nos acuda. O advogado e ex-procurador do Estado, Fernando Delazari, está por dentro do assunto. Só sabemos que o valor cobrado é superfaturado. De novembro/18 a junho/19 foram realizados 305.989 registros de financiamento no Paraná, ao custo de R$ 350,00 cada, totalizando R$ 107.096.150,00. Se o valor cobrado por registro fosse, no máximo, R$ R$ 143,63 (como determina o edital de 2019), o valor arrecadado no período seria R$ 43.949.200,07. A diferença paga pelos contribuintes foi calculada em R$ 63.146.949,93.

Lição de casa

Glaucio Geara, presidente da ACP, diz que entregou, recentemente, veículo, motos e mais de 100 prêmios em campanha que envolveu lojas associadas em todo o Paraná. “Agora aprovamos outra campanha com veículo e motos para o Natal 2019. Em todas as campanhas superamos as anteriores. Enquanto isso os Shoppings estão retraindo suas promoções. Esclareço que em nossas campanhas fazemos os custos e receitas empatarem”.

 

 

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="648926" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]