MDB acusa golpe e promoverá mudanças

Pedro Ribeiro

 

Acanhado nas últimas eleições, o MDB sentiu o golpe e por pouco não foi a nocaute. Quem segurou as pontas e a toalha foi o deputado federal, João Arruda, que pretende, agora, assumir a presidência do partido no Estado e começar praticamente do zero, ou seja, passar a régua.

Com pouco mais de 60 prefeituras, o MDB envelheceu e não se preparou para enfrentar uma eleição difícil como a que aconteceu no Estado onde o próprio dirigente do partido sucumbiu nas urnas. A derrota de Roberto Requião foi um duro golpe também para o partido.

João Arruda, candidato à presidência do diretório estadual quer reorganizar o partido, a começar pela militância e pela colocação de pessoas chaves em cada município, principalmente nos grandes, onde o MDB tem uma participação tímida.


Em cidades como Londrina, Maringá, Ponta Grossa, Cascavel, o partido praticamente ficou em segundo ou terceiro, perdendo para novas agremiações que vão surgindo e marcando território. “O MDB precisa entender que as redes sociais são, hoje, ferramentas imprescindíveis para a divulgação das ações do partido, de seus candidatos e filiados.

Sérgio Ricci também é candidato à presidência do partido que convocou reunião para o dia 15 onde deverá oficializar a eleição.

 

Post anteriorPróximo post
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.
Comentários de Facebook