Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Meta de Ratinho Junior é diminuir custos da máquina em até 20%

 Depois da Copel, que reduzirá a folha de pagamento e colocará à venda imóveis subutilizados, gerando econom..

Pedro Ribeiro - 30 de janeiro de 2019, 14:01

 

ANÚNCIO

Depois da Copel, que reduzirá a folha de pagamento e colocará à venda imóveis subutilizados, gerando economia de R$ 10 milhões por ano, agora o Detran Paraná também baixou os custos com vigilância em suas unidades adotando o sistema de vigilância monitorada por câmeras de segurança, gerando uma economia de R$ 1.135.620,96 por mês. Isto representa uma economia de mais de R$ 10 milhões por ano..

De grão em grão, o governador Carlos Massa Ratinho Junior vem reduzindo as despesas da máquina administrativa do Estado, começando pelo número de secretarias que passou de 28 para 15 e número de pessoal comissionado que também caiu significativamente.

Em relação ao Detran, a medida foi adotada visando a economicidade e a revisão dos contratos de vigilância com as empresas terceirizadas. O gasto de mais de R$ 37 milhões por ano será reduzido para pouco mais de R$ 23 milhões, significando uma economia anual de quase R$ 13 milhões.

ANÚNCIO

Nesta linha, já houve a redução no número de secretarias (de 28 para 15); haverá fusão de autarquias; houve congelamento de salários do primeiro escalão; uso do brasão (símbolo do Paraná) como marca de gestão, sem gastos com logomarca; encerramento do contrato de locação do jato que estava à disposição do Governo do Estado, com economia de R$ 4,5 milhões; e auditoria na folha de pessoal ativo e de inativos.

Além disso, foi estabelecida uma meta de reduzir os gastos de custeio da máquina pública em pelo menos 20%.