MST aposta na sensibilidade de Cida

Pedro Ribeiro


Aproveitando a estadia em Curitiba – acampamento por conta da prisão do ex-presidente Lula e do apelo do PT – integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) fizeram uma visita nesta quinta-feira à governadora Cida Borghetti. A conversa foi a mesma de sempre onde, de um lado, o reforço do apoio ao movimento e, do outro, as demandas e necessidades de avanços na reforma agrária.

Cida disse que pretende formar parceria com o movimento e que está ao lado do sofrido pessoal do campo que busca seu sustento através do trabalho na terra. “Vamos avançar porque todos estamos do mesmo lado. Este é um governo humanista que prioriza as pessoas”, observou a governadora, afirmando que todas as demandas serão discutidas no sentido de se encontrar soluções.

Roberto Baggio, membro da Coordenação do MST, elogiou o empenho do Governo do Estado em buscar uma boa pareceria. “Sentimos na governadora muita sensibilidade e compreensão, uma surpresa positiva. O que vem se construindo no Paraná desde os anos 80, nos últimos sete anos e agora são processos que ajudam a e resolver os problemas. Acho que podemos ter bons resultados neste próximo período”, ressaltou.

No Paraná a reforma agrária produz comida, gera alimentos, organiza a agroindústria, educa as crianças, gera comunidades, contribui com o INSS, ou seja, é um processo de solução de problemas”, afirmou Roberto Baggio.

 

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal