Ney, Ratinho e Pimentel dão o tom da campanha em Curitiba

Pedro Ribeiro


A manobra que teria partido do Palácio 29 de Março e que acabou por, vamos dizer, prejudicando a imagem do jovem político Eduardo Pimentel com a tentativa de, como jaboti, colocá-lo no PSD de Ratinho Junior numa imposição à sua continuidade como vice-prefeito de Curitiba, sucumbiu nesta quinta-feira durante reunião da executiva do PSD municipal. O partido recusou, por unanimidade, sua entrada.

É preciso saber se, realmente, Pimentel teve esta intenção ou se foi só armação da equipe de estrategistas políticos de Beto Richa que continua no poder no governo Ratinho Junior com QG central na Prefeitura de Curitiba.

Ainda bem que o governador não bancou a artimanha, senão seria sua primeira derrota política em seu governo no início das campanhas para eleições de prefeitos e vereadores, onde tem problemas em Londrina, Ponta Grossa e agora na capital já que Ney Leprevost saiu vitorioso. Pelo menos nesta batalha. Sabemos que virão outras pelas frente.

Pimentel, a estas alturas deverá estar pensando como o mestre Zé Limeira, poeta do absurdo: mas que diabos fizemos eu…

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal