Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

No Paraná, obras serão fiscalizadas por imagens de satélites

 Obras públicas serão fiscalizadas com o apoio do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), unidade ..

Pedro Ribeiro - 10 de dezembro de 2021, 10:12

 

ANÚNCIO

Obras públicas serão fiscalizadas com o apoio do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), unidade de pesquisa vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). Um acordo firmado entre o INPE/MCTI e o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) vai permitir a fiscalização dessas obras por meio de imagens de satélites. O acordo foi assinado durante a 18ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, nesta quinta-feira (9), em Brasília.

O ministro do MCTI, astronauta Marcos Pontes, destacou que o acordo vai promover uma mudança de paradigma no país. “Eu não vejo isso como uma maneira de punir as pessoas e as instituições, mas uma maneira de fazer o acompanhamento correto, no momento correto para que as coisas não saiam da direção que precisam estar e que as coisas sejam tratadas de forma clara, de forma lógica e que todos saibam que aqui no Brasil, a gente usa ciência e tecnologia para o bem da população, para o bem dos nossos contribuintes, que a gente paga essas obras todas e a gente quer ver funcionado,” destacou o ministro.

O diretor do INPE, Clezio De Nardin, destaca a importância do acordo. “Esse protocolo de intenções que nós assinamos hoje eu tenho a certeza de que ele vai servir como um marco na questão do controle de obras públicas. Além disso é um exemplo da transversalidade e da capilaridade que o Programa Espacial Brasileiro que tem a capacidade de atender aos órgãos públicos. Esse é um dos inúmeros exemplos do que o programa espacial pode fazer por um país. Programa espacial forte é sinal de nação forte”, finalizou o diretor.

ANÚNCIO

Já o presidente do TCE-PR, conselheiro Fabio Camargo, reafirmou que o protocolo de intenções será um marco para o combate à corrupção no Brasil. “Não foi fácil, enfrentamos muitas resistências, mas de fato é com muita felicidade que hoje firmamos um acordo que foi iniciado com uma ideia que muitos disseram ser impossível de realizar. Mas graças a muito trabalho e ao apoio irrestrito do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais hoje pudemos transformar essa ideia em uma realidade.” O INPE capacitará servidores do Tribunal de Contas do Paraná para analisar as imagens fornecidas pelo órgão.

(Ciência e Tecnologia)