Nos debates, a segurança pública em primeiro lugar e João Arruda acusa prática de corrupção

Pedro Ribeiro


Os órgãos de segurança pública do Estado do Paraná devem estar pensando com seus botões, ou como dizia Zé Limeira, o poeta do absurdo: mas que diabos fizemos eu. Todos os candidatos ao Governo do Estado elegeram a área da segurança pública para críticas e promessas de melhorias, o que significa que, até hoje, nossa segurança era ou é, pífia, o que não concordo, pois acompanho ao longo dos anos de minha carreira no jornalismo e tenho visto os esforços dos governos para reduzir a violência, a criminalidade e o tráfico de drogas e armas.

Acompanhei, por exemplo, o trabalho do coronel Maurício Tortato e acredito que foi muito bom para a população paranaense. O que não podemos esquecer é que o país, como vive uma crise econômica muito acentuada, com desemprego beirando a 14 milhões de pessoas, acaba acentuando a onda de crime e, com ela, o comando do crime organizado. A falta de policiais e principalmente de presídios também nos remete a uma situação delicada.

Hoje acompanhei debate na TV Transamérica e pude, mais uma vez, observar que a segurança pública está na pauta do dia a dia dos candidatos. João Arruda disse que, em seu governo, dará autonomia ao Nurce (Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos), que tem sido utilizado apenas como “discurso eleitoreiro”, segundo ele. “As polícias Civil e Científica precisam de apoio real, pois são órgãos essenciais para combater a corrupção. É necessário abrir todas as caixas-pretas do governo tucano de Beto Richa”, fulminou o candidato peemedebista.

No debate, João Arruda lembrou que existem diversas operações em andamento: Quadro Negro (desvios de recursos da educação), Publicano (recursos desviados da Receita) e a Operação Integração, conhecida como Lava Jato dos Pedágios, que mostra que o pedágio no Paraná é quatro vezes mais caro por causa da corrupção.

João Arruda classificou como falta de respeito dos candidatos da continuação em não ir no debate. “Não fujo de debate por que respeito o eleitor, que precisa conhecer as nossas propostas. Quero debater muito mais”, disse.Quem foge de uma discussão importante como essa é por que não respeita os eleitores”, ressaltou João Arruda. Além dele, participaram do debate os candidatos Ogier Buchi (PSL), Dr.Rosinha (PT), Jorge Bernardi (Rede) e Professor Piva (Psol).

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="548813" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]