O bicho ainda pode pegar para o lado do marido de Gleisi Hoffmann, Paulo Bernardo

Pedro Ribeiro


 

Enquanto a senadora petista, Gleisi Hoffmann, convoca a imprensa para falar sobre sua absolvição pelo Supremo Tribunal Federal, medida que causou desgaste na Procuradoria Geral da União e, consequentemente, na Operação Lava Jato, seu marido, Paulo Bernardo, que também se livrou da acusação, ainda tem pendengas contra ele na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal.

Segundo Claudio Humberto, Do Diário do Poder. o pior está por vir: o Ministério Público Federal o denunciou em 2016 e outras 12 pessoas no âmbito da Operação Custo Brasil, por integrar organização criminosa que teria roubado R$102 milhões, entre 2009 e 2015, de servidores e aposentados que fizeram empréstimos consignados. T

Tudo seria feito pela Consist, empresa que fazia a gestão dos consignados. Pela denúncia, a serviço do grupo, a Consist descontava quantias quase imperceptíveis das vítimas, que, somadas, chegavam a milhões.

O marido da senadora Gleisi Hoffmann é acusado pelo MPF dos crimes de corrupção ativa, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Entre os denunciados com Paulo Bernardo estão os ex-tesoureiros do PT Paulo Ferreira e João Vaccari, que já cumprem pena de prisão.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="531434" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]