O grande desafio de Ratinho Junior será no dia 27 de novembro

Pedro Ribeiro

ratinho junior vacinação covid-19 paraná

 

O governador Ratinho Junior foi taxativo ao afirmar, nesta sexta-feira, que esse formato (pedágio) que tanto mal fez ao Estado não fica um segundo a mais no Paraná. Se a concessão não estiver definida até 27 de novembro q7uan do se encerra o contrato com as concessionárias, o Estado vai ser responsável pelos serviços, pela manutenção das rodovias até que as novas empresas passem a operar legalmente.

Ratinho Junior falou alto também quando disse: “O Paraná foi, desculpa a expressão, estuprado durante 24 anos com esse modelo de pedágio. Eu não vou mais admitir isso, nem a população”, disse.

O governador deve ter bases fundamentadas para tais afirmações, por que ficam algumas perguntas que, se não tiverem respostas a partir de novembro, podem até colocá-lo em uma situação constrangedora.

Entre as perguntas, destacamos: “Quem vai dar manutenção às rodovias até que a nova concessionária assuma? O DER e o DNIT não tem estrutura para assumir diretamente. Vão ter que contratar empresas para fazer isso. O governo terá recursos ou como justificar mais gastos
Terão recursos para isso?

E os serviços de socorro mecânico e de saúde? Serão descontinuados?

São mais de 3 mil funcionários nas pedageiras. O que acontecerá com essa mão de obra. O governo tem condições de absorver?

Bem, por fim, os recursos vêm do pedágio. O Estado continuará cobrando?

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="768097" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]