O poder eleitoral dos evangélicos

Pedro Ribeiro


 

Em palestra sobre os destinos político e econômico do Brasil a grande investidores para os próximos aos, o consultor Carlos Marins, disse que se houver uma chapa Jair Bolsonaro tendo, como vice, um representante evangélico, há grandes chances de sucesso, porque, hoje, 30% dos eleitores do país são evangélicos. As igrejas evangélicas captam perto de R$ 21 bilhões por ano. Segundo Marins, Marina Silva também ficaria forte na ausência de Lula e o PSDB e PT estarão com rejeição elevada em 2018.pedro.ribeiro

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="488188" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]