Sintonia Fina
Compartilhar

O que os brasileiros esperam de Bolsonaro e Haddad neste segundo turno?

Nem bem terminou as apurações das eleições à Presidência da República, onde disputarão o Palácio do Planalto o direitist..

Pedro Ribeiro - 07 de outubro de 2018, 19:10

Jair Bolsonaro (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress) Fernando Haddad (Foto: Rodolfo Buhrer &#124 La Imagem)
Jair Bolsonaro (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress) Fernando Haddad (Foto: Rodolfo Buhrer &#124 La Imagem)

Nem bem terminou as apurações das eleições à Presidência da República, onde disputarão o Palácio do Planalto o direitista Jair Bolsonaro e o esquerdista Fernando Haddad, para começar o terrorismo nas redes sociais. Teremos, portanto, mais 20 dias de debates e esperamos que neste neste período os dois candidatos apresentem, efetivamente, propostas para o Brasil e o povo brasileiro porque, o que vimos até agora foram ataques, barbáries e nada propositivo.

ANÚNCIO

O que vi, nas redes sociais, após a confirmação do segundo turno, foram mentiras e sacanagens por parte de petistas, que querem se perpetuar no poder e mentiras e sacanagens por parte do militar que quer transformar o país literalmente numa praça de guerra, com a liberação de armamentos.

Haddad, marionete de Lula e Bolsonaro, porta-voz do exército, não apresentaram, até o momento, propostas exequíveis ao Brasil e ao povo como, por exemplo, o que fazer com a nossa infraestrutura rodoviária, onde estradas de ferro estão abandonadas a custos de bilhões de reais, estradas intransitáveis, além de problemas em portos e aeroporto.

O que fazer para melhorar o ensino no Brasil e como resolver o problema da saúde, onde brasileiros morrem nas filas de hospitais sem serem atendidos. Ainda não mostraram ao povo o que vão fazer para diminuir o desemprego que bate a 13 milhões de pessoas. O que fazer com a corrupção, que sangra os cofres públicos. Como vão resolver o problema previdenciário e o de excesso de impostos que levam cada dia pequenos empresários e chefes de família ao fim do poço.

ANÚNCIO

Que os dois candidatos se concentrem em propostas e deixem as agressões de lado. Que sinalizem para um Brasil melhor e que não precise, novamente, que a população se vista de amarelo e verde para ir as ruas e pedir novo impeachment.