Obras do MON, Ballet Guaíra e Sinfônica vão para o interior

Pedro Ribeiro

 

As exposições que são realizadas com frequência no Museu Oscar Niemayer, em Curitiba, poderão correr o Estado, bem como apresentações da Orquestra Sinfônica e apresentações do Ballet Guaíra. Esta é a proposta de descentralização das ações culturais do Estado, apresentada pelo secretário de Comunicação e Cultura, Hudson José, na Assembleia Legislativa.

O Governo pretende levar a cultura para o interior do estado, além do incentivo de manifestações regionais em todas as suas formas. A Comissão seguirá esta linha. Pretendemos ver a cultura em todo Paraná e debatê-la em audiências públicas, em reuniões que tragam seus atores para nos auxiliar”, afirmou o deputado Recalcatti que coordenou a reunião.

Esta integração, para Hudson José, é fundamental. “As políticas públicas têm um norte na Assembleia Legislativa, com definições de regras e orçamento. Teremos muitos outros encontros com os deputados, estabelecendo agendas pela cultura”, explicou o secretário, que detalhou aos membros da Comissão aspectos relacionados ao orçamento da pasta e revisões na forma como os recursos são destinados.


Hudson José falou ainda sobre a junção das Secretarias da Comunicação Social e da Cultura, segundo ele, uma forma de promover as ações culturais com mais dinamismo e otimizar os recursos disponíveis. Ele citou o turismo de diversas regiões como alavanca para alcançar mais público em eventos culturais promovidos ou apoiados pelo estado. E destacou a intenção da Secretaria em receber a classe artística em interações para promoção das expressões artísticas regionais.

Durante a reunião, representantes da Frente Única de Cultura do Paraná (FUC) apresentaram ao secretário e aos parlamentares uma pauta de reivindicações e propostas. Foi discutida ainda a realização de audiências públicas para debater o Fundo Estadual da Cultura (FEC) e a regulamentação do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura.

Post anteriorPróximo post
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.