Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Onix Lorenzoni anuncia despetização do governo

Entre as apresentações e falas de ministros do governo Jair Bolsonaro à sociedade em seus primeiro dia de trabalho em Br..

Pedro Ribeiro - 03 de janeiro de 2019, 08:01

Foto: Leonardo Prado / Agência Câmara
Foto: Leonardo Prado / Agência Câmara

Entre as apresentações e falas de ministros do governo Jair Bolsonaro à sociedade em seus primeiro dia de trabalho em Brasília, as mais duras foram do chefe da Casa Civil, Onix Lorenzoni, que anunciou o corte de todos os cargos comissionados da Casa Civil, cujos funcionários tenham marca ideológica. "Vamos iniciar a "despetização no governo", ou governar sem amarras ideológicas, como deseja o Presidente da República, disse e da Economia, Paulo Guedes, que sinalizou com imposto único no país. Há sinal de que a aposentadoria será aos 65 anos.

ANÚNCIO

Lorenzoni informou que recomendará a todos os ministros que também demitam todos que foram contratados nos últimos 14 anos e que tenham ideologias socialistas, em especial, que tenham carteirinha petista. O ministro Sergio Moro, da Justiça, também fez um discurso onde dá a entender que o país terá uma Operação Lava Jato nacional, que terá combate rigoroso à criminalidade e que retomará o comando das penitenciárias, hoje nas mãos do crime organizado.

O que o governo terá que fazer e isso Lorenzoni não deixou claro, seria uma avaliação de todos os cargos, porque nem todos os funcionários da Casa Civil ou consequentemente do quadro do executivo federal não possuem marca ideológica e muitos também já tomaram caminhos diferentes. Baixar o sarrafo só porque o ouviu dizer que é petista ou comunista, marxista, vai acabar em um patrulhamento ideológico que atingirá todos os núcleos do governo, em especial ás áreas da educação e cultura.